Colunistas Pepperina
12/11/2019 Alerta

Congratulo você
Em forma de pêsames
Sua ilusão patológica
De convicto estar
De tudo controlar
De imune estar
Às intempéries
Do mar
Aos disabores inerentes a amar
Posto que a morte está
No não se entregar
Aos perigos de se perder
Para se encontrar
No outro e no chorar
De alegria ou de penar
De perder ou de ganhar
Mas nunca de se engessar
Ou de se negar
A se doar
Mesmo sem ter: dar
Sem esperar
O outro a implorar
Seu braço abraçar
Sua mão afagar
Sua boca não calar
Todo afeto a emanar
Pode alimentar
Um peito a soluçar
De vontade de pular
Do peito
E gritar
Me beije sem parar
Fique e nunca se vá
Pois para mim viver é te amar

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Pepperina
Mulher quente, polêmica, sem papas na língua. Adora eventinhos sociais e o politicamente incorreto.
ÚLTIMOS ARTIGOS