Colunistas DEDO DE MOÇA
01/10/2019 Atualizada boa de hoje ....

Ei, Bolsonaro...


Um dos maiores e principais festivais de música do mundo, o Rock In Rio, está trazendo ao Brasil grandes nomes da música. Porém, arte também é política. Dito isso, vamos ao fato: na noite de sábado, segundo dia de festival, o público se empolgou e entendeu o recado quando a estrela da noite disse aos milhares presentes: “Vamos excluir tudo de ruim que há na nossa vida”. Foi quando a multidão começou a gritar em uma só voz o grito que se popularizou entre a população brasileira no último Carnaval: “Ei Bolsonaro, vai tomar no c*”. Educação não temos, né?

 

Rock in Rio: Amazônia lá, lixão cá


O final de semana ficou marcado pelas críticas políticas ao governo Bolsonaro. A maioria delas relacionada à política de preservação do meio ambiente, em especial às queimadas que atingem à Amazônia há anos, mas que nesse ano tiveram um crescimento. No entanto, na prática, muito precisa ser feito na conscientização de cada um. Só do lixo recolhido do chão pela Comlurb, empresa que faz a limpeza para a prefeitura do Rio, em um dos dias, foram mais de 50 toneladas de material recolhido. Muito desse material era jogado no chão, mesmo tendo uma lixeira ao lado...

 

Eike absurdo!


A mansão caiu! O empresário Eike Batista foi condenado a 8 anos e 7 meses de prisão, e a pagar multa de R$ 82,829 milhões, por usar informações privilegiadas e por manipulação de mercado nas negociações com ativos da OSX, empresa dona do estaleiro e do Porto de Açu, no antigo grupo EBX. Um milionário a menos para nos fazer inveja!

 

Paga a tornozeleira aí!


A Câmara Legislativa do DF analisará um projeto de lei que prevê a cobrança de “aluguel” das tornozeleiras de monitoramento de presos. “O que estamos fazendo é reduzindo o custo para o governo e colocando a responsabilidade nas mãos do preso”, disse o deputado distrital Claudio Abrantes. E desde quando preso tem responsabilidade, deputado?

 

 

Haja grana pública!


Saiu o Relatório de Gestão Fiscal do GDF referente ao segundo quadrimestre do ano! E por lá existem números absurdos... Entre maio e agosto de 2019, a Receita Corrente Líquida (RCL) ultrapassou pela primeira vez R$ 22 bilhões, e a despesa com pessoal (segundo os critérios da lei) atingiu mais de R$ 9,57 bilhões! Haja grana pública!

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
DEDO DE MOÇA
ÚLTIMOS ARTIGOS