Colunistas Zé Maria Ulles
13/04/2017 Filme: A Cura Nota 7,0

O forte do filme!!! Eve Stewart é responsável pela FABULOSA Direção de Arte... A textura das imagens dá um ar de ‘constante nevoeiro’ ao todo da obra. Graças ao uso de tons pasteis que provocam misteriosa atmosfera - em todos os cenários. Ela tem no currículo: “O Discurso do Rei” (2010),  “Os Miseráveis” (2012) e “A Garota Dinamarquesa” (2016). A fotografia é outro show!!! Bojan Bazelli leva o crédito. Mastigando – Enviado a uma clínica de tratamento para buscar o maior estrategista da empresa, jovem funcionário tem grandes dificuldades para retira-lo de lá. Desconfiando dos métodos usados pelo diretor do local - para recuperar os pacientes - ele acaba adentrando no mistério que envolvendo a vida da casa de ‘recuperação’. Cujo lema existente: é o de ter encontrado a cura para os respectivos males de seus ‘moradores’. No elenco Dane DeHaan, Jason Isaacs, Mia Goth (filha de mãe brasileira) e Celia Imrie. O thriller de suspense cativa!!! São 146 minutos de projeção em que o expectador fica grudado na tela tentando adivinhar para onde o roteiro vai lhe levar... E é - justamente - ai, que surge a DOENÇA... Com aproximadamente 70% da fita, o roteiro se perde um pouco. Fica meio confuso!!! Depois, se cura... Quem assina roteiro e historia é Justin Haythe. Muito boa a direção de Gore Verbinski!!! Passeia bem com a câmera retratando mistério e terror em meio a nevoa do roteirista... Ele é o diretor de “O Chamado” (2002) e três filmes da série “Piratas do Caribe”. A trilha sonora merece citação. Foram gastos 40 milhões de Dólares na produção. A crítica americana deu nota regular (5.4 em 10.0). Mas a história merece ser conferida, a final de contas, em tempos de loucura, o melhor tratamento é ir ao cinema e beber muita ÁGUA...

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS