Colunistas Zé Maria Ulles
13/10/2017 Filme: Atômica Nota 6,5

As canções são fantásticas e passeiam pela década de oitenta com gosto. Contudo, a edição se excedeu em criar uma atmosfera vídeo-clip ao longo de toda a obra. Ficou tudo muito irreal!!! A direção de David Leitch deixa muito a desejar. As brigas são intermináveis e em alguns momentos revelam impossibilidades. O primeiro trabalho de David na direção foi em “John Wick” de 2014. Alias, uma obra prima do absurdo... Filme horroroso!!! A edição em “Atômica” comete alguns pecados. O roteiro alongou demais a película. O filme tem 115 minutos. Apesar de muitos itens técnicos pejorativos, a obra agrada em seu todo e o expectador não sai frustrado da sala de cinema...
A agilidade do filme é a responsável por isso!!! Mastigando – Experiente agente secreta recebe missão de recuperar microfilme com lista de agentes infiltrados. Durante a operação, a protagonista percebe que há um agente duplo dificultando as coisas. No elenco: Charlize Theron, James McAvoy, John Goodman e Eddie Marsan.
O filme rendeu bem na bilheteria. Os produtores faturaram 95 milhões de Dólares e gastaram 30. A crítica norte americana deu media 6.4 em 10,0. “Atômica” é na verdade um 007 de calcinha e bissexual... Não faltam por aqui agentes da Cia, KGB e do Serviço Secreto Britânico (M6). Para fechar tamanha realeza, o rock do Queen dá o tom com “Killer Queen”.

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS