Colunistas Zé Maria Ulles
17/10/2017 Filme: Blade Runner - 2049 Nota 7,0

O filme Blade Runner - “O Caçador de Androides”, lançado em 1982, marcou época com estilo de cinema-  noir. O cenário futurista, a textura das imagens e, principalmente, a trilha sonora do tecladista Vangelis - o número Um do mundo - deram a obra um status de CLÁSSICO da ficção científica. A continuação viria 35 anos depois, com “Blade Runner - 2049”. Mastigando (passado e presente) – Em 2019, o protagonista - caçador de androides - mata o vilão/androide e salva a namorada/Raquel que também é um robô. Em 2049, um novo policial, caçador de androides, tenta eliminar os androides/replicantes que ainda sobraram, mas se depara com um fato complicador. A empresa que construiu os robôs altamente humanizados descobriu que uma fêmea androide deu a luz. E tenta achar o paradeiro da criança. Com isso, policial e iniciativa privada lutam pela posse da nova tecnologia androide. O diretor, Dennis Villeneuve. conhecido pelo ótimo “Sicario” (2015) e pela ficção científica “A Chegada” (2016), foi politicamente correto na feitura do filme em questão e não ‘inventou a roda’. Apesar de um pouco lento em alguns trechos - a película tem 164 minutos de duração - e de ter abusado na valorização do personagem principal, Villeneuve segue o maravilhoso padrão ESTÉTICO e a mesma levada do filme original. Excelente fotografia de Roger Deakins. Ótimo roteiro!!! Efeitos especiais de outro mundo!!! No elenco: Harrison Ford, Ryan Gosling, Jared Leto e Ana de Armas. Assinam a boa trilha sonora. Hans Zimmer e Benjaméim Wallfish. Não perca “Blade Runner - 2049” !!! A temática existencial abordada na relação: homem  Maquina ? liberdade ? solidão ?  mundo virtual ?    família vida... Vai fazer muita gente pensar!!! Para os amantes do original fica estampada a possibilidade de que a continuação não vá demorar 35 anos para acontecer... Até porque, se demorar muito, o público de 82 só vai assistir o terceiro filme em um corpo virtual.. Será assim o futuro?!?!

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS