Colunistas Zé Maria Ulles
30/11/2017 Filme: Boneco de Neve Nota 7,0

O gênero policial passeia bem por aqui. O espectador deve observar com atenção os nomes dos personagens. Um deles matou “Odete Roitman”. Brincadeiras a parte, porque o ‘serial killer’ não é tão modesto assim... Mastigando – Policial alcoólatra tenta desvendar crimes realizados em série. Para tal, recebe a ajuda de agente ‘não muito confiável’. O vilão tem o hábito de ‘assinar’ seus  crimes fazendo um boneco de neve próximo ao local dos assassinatos. Boa direção de Tomas Alfredson. Ele nos brinda com ótimas cenas. O diretor não tem nenhum trabalho relevante fora do continente europeu. O roteiro adaptado te prende na cadeira porque está abarrotado de possíveis culpados, todavia, se atrapalha em uma história muito abrangente. À fotografia de Dion Beebe tem belas imagens de cidades norueguesas. O ar bucólico - com neve por todo lado - dá o tom de mistério ao conjunto da obra. A edição deixa a desejar. O retorno à alguns personagens facilitaria a memorização/compreensão. Muitos são apresentados e depois esquecidos!!! Uma seleção no elenco: Michael Fassbender, Rebecca Ferguson, Charlotte Gainsbourg, Val Kilmer, J.K. Simmons, Chloe Sevigny e Toby Jones. O filme entrou numa fria nas bilheterias. Faturou apenas 37 milhões de Dólares para uma produção de 35 milhões. A crítica norte americana e inglesa detonou a fita. Média 2,5 em 10.0. O filme foi extraído do livro “Boneco de Gelo”, lançado em 2007, pelo escritor Jo Nesbø. São 119 minutos de duração e o assassino não é o mordomo. 

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS