Colunistas Zé Maria Ulles
21/01/2018 Filme: Churchill – O Destino de uma Nação Nota 7,5

Levando-se em conta que na atualidade faltam lideranças mundiais, “Churchill - O Destino de uma Nação” deve ser visto. Não apenas pela falta delas, mas pelo bom filme que é!!! Em 2017, a figura do Primeiro-Ministro inglês já havia sido abordada no filme, “Churchill”, com o ator, Brian Cox, interpretando o protagonista. Sua atuação superou a de Oldman!!! Está obra foi dirigida porJonathan Tepilitzky e se passa dias antes da maior batalha da história mundial - a invasão a Normandia. No filme em questão, o enredo aborda período anterior. Mastigando – Em 1940, por questões partidárias, Winston Churchill, chega ao cargo de Primeiro Ministro Britânico, mesmo diante de muita desconfiança do alto escalão político. Diante do avanço nazista, Churchill, precisa tomar rumo da situação e definir o papel do Estado inglês no conflito. Contrariando decisão real e de agentes governamentais, ele direciona a nação para lado oposto - mesmo podendo perder o cargo recém assumido. O diretor, Joe Wright, mostra competência para caracterizar um dos maiores heróis do século 20. O filme passeia por várias situações sem perder o foco. Com belas tomadas e realçando personagens, Joe constrói obra marcante. O diretor é conhecido por “Orgulho e Preconceito” (2005), “Expiação” (2007) e “Ana Karenina” (2012). Muito bom roteiro de Anthony McCarten. A cena em que Churchill está no metrô vale ‘três ingressos’. Bela fotografia de Bruno Delbonnel. Ótima edição. Valerio Bonelli assina. Atenção no figurino!!! No elenco: Gary Oldman, Bem Mendel, Lily James e Kristin Scott. O filme tem 125 minutos de projeção. Se no “Churchill” de 2017 os produtores ficaram no vermelho, no de 2018, os responsáveis pela obra faturaram 55milhões de Dólares para um custo de 30 milhões. A crítica norte-americana deu média 7.5 em 10.0. Algumas figuras são geniais e deixam saudade. Um dia perguntaram ao ex-técnico da seleção brasileira, João Saldanha, o que ele fazia - durante uma partida de futebol - quando tinha dúvida. A resposta de Saldanha foi simples: – Eu ouço a arquibancada!!! Não perca “Churchill – O Destino de uma Nação”. 

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS