Colunistas Zé Maria Ulles
03/05/2017 Filme: Fragmentado Nota 6,0

O diretor M.Night Shyamalan parece ter chumbo preso aos pés. Após os sucessos de “Sexto Sentido” (1999) e “Sinais” (2002) não conseguiu decolar mais... Nos 117 minutos de duração do filme em questão, o expectador se depara com altos e baixos no roteiro e na direção - que descaracterizam o ótimo tema. Mastigando - Homem de meia idade é portador de Transtorno Dissociativo de Identidade. Para vivenciar os 24 personagens criados por sua mente desajustada, ele sequestra três mulheres jovens as quais mantem em cativeiro. O elenco faz excelente trabalho, a começar por James McAvoy. Anya Taylor-Joy merece atenção. Betty Buckley, Haley Lu Richardson e Jessica Sula completam o time. Shyamalan também, roteiriza a obra. O ponto forte do filme fica por conta da tensão - realmente, TE PRENDE!!! O fraco... Mas o roteiro!!! Well !?!? A psicanalista do maluco sabe que ele quer pegar ninfetinhas pra fazer sabão. Ela percebe que tem algo de errado com ele... Deu no noticiário da cidade que três jovens são sequestradas e ela não associou (?!?!) E ainda aparece no trabalho/casa do pirado para saber como ele esta - em plena noite - e ainda vai SOZINHA!!! Na boa, de boa, deu ruim !!! Tanto ela como as três jovens raptadas seriam sucesso absoluto no lugar das universitárias do programa do Sílvio Santos. Tudo bem que no desespero a mente não ajuda... Mas foi demais!!! O final também fica devendo. Sai da realidade do distúrbio psicológico para adentrar a ficção ORDINARIA!!! Boa fotografia de Mike Gioulakis. Foram gastos nove milhões de Dólares na produção e a arrecadação está na casa dos 248. Obviamente, que com essa magnífica diferença, os produtores vão providenciar uma continuação. E com Bruce Willis !!! Em resumo: “Fragmentado” poderia ter sido um ótimo filme... Mas é, apenas, mais um desperdício do diretor...

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS