Colunistas Zé Maria Ulles
03/08/2017 Filme: Frantz Nota 10,0

DEZ, NOTA DEZ!!! Uma verdadeira obra de arte!!! O filme é extremamente inteligente. Com alto grau de sensibilidade na condução das imagens, assim como, de belíssima fotografia... Quanto ao roteiro??? Genial!!! Mastigando – Durante a Primeira Guerra Mundial, soldado alemão morre em batalha contra franceses. Com o término do conflito, sua família recebe a visita de um amigo que acompanhou a trajetória do rapaz no campo de batalha. Amparando os parentes com histórias sobre o falecido, o ex-combatente cria grande laço afetivo com todos. O diretor, François Ozon, conhecido pelo ótimo filme “Jovem e Bela” de 2013, constrói uma película com a delicadeza que o enredo precisava. “Frantz” contém vários argumentos politico/sócias difíceis de serem tocados... Além disso, situações individuais e coletivas extremamente complexas... Mas ele soube - literalmente - dar COR a essa grande gama de peculiaridades. A fotografia de Pascal Marti é deslumbrante (uma aula de técnica). O filme é rodado em preto e branco. E a arte se fez arte!!! O diretor artístico é Michel Bahrthélémy. A trilha sonora de Philippe Rombi merece citação. A musicalidade de Frédéric Chopin permeia boa parte da fita. Maravilhosa edição!!! Laure Gardette assina. O elenco tem performance sensacional!!! São eles: Paula Beer (obs: quero uma igual para mim), Pierre Niney, Ernest Stotzner, Cyrielle Clair e Marie Gruber. François Ozon, além da direção, também roteiriza. E em “Frantz” a ‘abrangência’ do roteiro faz qualquer mortal levantar e bater PALMAS!!! Roteiro é tudo!!! A obra cinematográfica tem 113 minutos de projeção/cativante... E o mais impressionante é que o próprio CARTAZ do filme já te hipnotiza. Porque arte é arte!!! 

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS