Colunistas Zé Maria Ulles
15/04/2017 Filme: John Wick – Um novo dia para morrer Nota zero

O filme em questão é o segundo do personagem John Wick. Em 2014, “John Wick - De volta ao Jogo” lançava o herói no mercado cinematográfico. A primeira fita rendeu, aos produtores, uma arrecadação de 78 milhões de Dólares. E tome mais um ‘John’ na fileira dos heróis do cinema americano... John Rambo, John McClane, John Constantine e seja lá quem vier. Mastigando – Para saldar dívida de sangue, o protagonista/aposentado é obrigado a voltar ao trabalho para matar futura presidente de organização criminosa – o mandante do assassinato é o próprio irmão dela que almeja o mesmo cargo.  A levada do filme lembra mais o vídeo game “Doom” do que cinema propriamente. A direção de Chad Staheiski (que dirigiu a película anterior) é muito ruim. As transloucadas cenas de ação são ridículas. Ele não é do ramo!!! Deplorável o roteiro de Derek Kolstad. A edição também não presta. No elenco: Keanu Reeves, Laurence Fishburne e Riccardo Scamarcio. O que se salva no filme: a fotografia de Dan Lausteen e os cinco primeiros minutos - ótima cena de perseguição automobilística nas ruas de Nova Iorque. E só!!! Sessão com muito tiro e violência - tipo  Brucutu - sempre foi bom de ver... “Duro de Matar” (1988) é um bom exemplo. Mas esse nem para assistir na televisão serve... Tudo é INVEROSSÍMIL !!!! Para piorar a situação, o filme tem 122 minutos. E o pior!!! Já começaram a produção do terceiro capítulo da série...  Pergunta que não quer calar !!! Como Keanu Reeves - que tem belos filmes no currículo - entrou nessa ???

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS