Colunistas Zé Maria Ulles
22/03/2017 Filme: Manchester à Beira Mar Nota 7,0

A abordagem da obra é de mexer com os nervos... Até porque matar nossos fantasmas internos não é NADA fácil. Com bela atuação do protagonista Casey Affleck o filme toma uma dimensão avassaladora... Mastigando – Homem de meia idade é forcado a voltar para sua cidade natal para acompanhar irmão doente. Mas ao chegar no hospital, descobre que ele acabara de falecer. Enquanto o enterro não acontece, o protagonista precisa cuidar do sobrinho e conviver com um passado de traumas. No elenco: Michelle Willians, Kyle Chandler, Tate Donovan e Matthew Broderick. O diretor, Kenneth Lonergan, mergulha com competência no campo emocional de seus personagens. Ele deve ser ótimo na direção dos atores!!!
E o que não falta aqui são diálogos. Todavia, a obra ficou muito enfadonha. Duas horas e 17 minutos cansa o expectador. Lonergan também escreveu o roteiro original. A fotografia marca presença... A atmosfera bucólica do local - na imagem de Jody Lee Lipes - torna-se fundamental. O trabalho de edição - com passagens do falecido irmão e da ex-mulher - caracterizam bem a profundidade do roteiro. Jeniffer Lame assina. A atuação de Lucas Hedges pode render o Oscar de coadjuvante. Bárbaro!!! “Manchester à Beira Mar” é um drama familiar que todos devem assistir. Ele envolve - principalmente - a ideia do ABANDONO... Lento mas profundo!!!

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS