Colunistas Zé Maria Ulles
09/02/2018 Filme: Maze Runner – A Cura Mortal Nota 6,0

A última parte da trilogia “Maze Runner” é dirigido pelo mesmo diretor dos capítulos anteriores, Wess Ball. Em “A Cura Mortal”, ele não acrescenta muita coisa. O filme começa super movimentado, mas depois cai no abismo para ressurgir do meio para o final.  Mastigando – Grupo de jovens humanos imunes ao vírus letal tenta resgatar um de seus membros que viaja para a Última Cidade - sede da Organização estatal que domina o mundo. O protagonista tenta, além de salvar o amigo, recuperar o amor de sua ex-namorada, que havia abandonado o grupo. Ótimos efeitos especiais!!! Boa fotografia de Gyula Pados. A trilha sonora merece atenção. John Paesano assina. No geral, edição regular!!! O filme tem 142 minutos de projeção. O roteiro de TS Nowlin deixa muito a desejar. No elenco Dylan O’Brein, Kaya Scodelario, Thomas Brodie-Sangster, Aidan Gillen e Patricia Clarkson. Foram gastos 62 milhões de Dólares para fazer a obra. A arrecadação ficou na casa dos 126 milhões. A crítica americana não gostou. Média 5.0 em 10.0. O lado positivo da fita são as cenas de ação!!! Muito bem realizadas, com cenas bem longas, suprem a falta de roteiro. “Maze Runner - A Cura Mortal” deixa alguns pontos sem resposta, mas não vai deixar de mal humor quem for assistir. Agrada!!! Todavia,os dois minutos finais seguem o padrão das séries infanto-juvenis que invadiram o cinema. É um adeus sem emoção... Bom mesmo!!! Foi o primeiro filme.

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS
                  
Patent