Colunistas Zé Maria Ulles
21/10/2017 Filme: Na Mira do Atirador Nota 4,0

O nome original do filme é “The Wall”. A tradução para o português foi um ato terrorista e de profunda estupidez. O enredo da obra está TOTALMENTE de acordo com o nome dado pelos criadores.   Mastigando – Dois soldados norte americanos estão em combate na região iraquiana. Eles lutam contra exímio atirador inimigo. Para se protegerem do mesmo, se posicionam atrás de um pequeno muro. Toda obra cinematográfica com poucos atores deve ter ótimo roteiro para sustentar situações e falas advindas do mesmo ou dos mesmos protagonistas. Não é o caso de “Na Mira do Atirador”. O roteiro não se sustenta!!! O filme ? vagaroso quase parando... O diretor, Doug Liman, de “Identidade Bourne” (2002) e “No Limite do Amanhã” (2013), dirige bem as cenas de ação/tiros, porém não consegue tirar a fita da MESMICE... O final do filme é horroroso e mal dirigido. No curto elenco: Aaron Taylor-Johnson e Johm Cerna. Dwain Worrel assina o péssimo e curto roteiro. O filme tem 81 minutos de projeção. Custo de produção: três milhões. Arrecadação: quatro. “The Wall” é aquele tipo de filme que você acredita que vai melhorar... Entretanto, melhor ficar em casa ouvindo “The Wall” do Pink Floyd.

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS