Colunistas Zé Maria Ulles
07/01/2018 Filme: O Jovem Karl Marx Nota 7,0

Muito simpático o filme!!! O diretor, Rauol Peck,  conseguiu dar saudável leveza a obra. A película aparece no circuito em tempos de comunismo em baixa com a Coréia do Norte fazendo propaganda NEGATIVA!!! “O Jovem Karl Marx” retrata com ‘competência’ a formação/indignação do filósofo com o tratamento dado aos trabalhadores das fábricas por seus ‘proprietários’. A ambiguidade da palavra não é acidental!!!  Mastigando – Mulheres, crianças, jovens e adultos eram obrigados a trabalhar exaustivamente... Diante da triste realidade, o pensador/jornalista, Karl Marx, combate os abusos, reprimindo-os com artigos contrários aos interesses da elite local. Perseguido pela polícia, Marx não desiste de seu intento e acaba se aliando ao filho de um burguês. Friedrich Engles. Rauol Peck não tem nenhum trabalho relevante na telona, mas construiu bem a obra como um todo. Muito bom roteiro do diretor com Pascal Bonitzer. Bela fotografia de Kolja Brandt. Caprichada direção de arte. Muito boa a trilha sonora. Alexei Aigui assina. Ótima edição!!! No elenco: August Diehi, Stefan Konarske e Viky Krieps. A crítica europeia gostou. Média 8.0 em 10.0. Duração: 118 minutos. Para entender a formação ideológica do marxismo/comunismo o filme atente, todavia, os créditos finais falam das revoluções de 1848 - Primavera dos Povos - como tendo sido positivas ao movimento: Ledo engano!!! Foi uma grande derrota nas ruas... Motivo: o excesso de VIOLÊNCIA empregado!!! Após as revoltas, na França, por exemplo, o povo vota maciçamente no partido conservador/burguês... 

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS