Colunistas Zé Maria Ulles
16/02/2017 Filme: O Vendedor de Sonhos: O Chamado Nota 7,0

Fugindo do excesso de comédias nas produções nacionais, “O Vendedor de Sonhos” apresenta tema mais propício ao instante brasileiro. Em que se percebe distanciamento alienante entre as pessoas. Sejam elas desconhecidas ou mesmo parentes dentro do lar. Tecnicamente, o filme AGRADA e muito!!! A série literária de Augusto Cury, “O Vendedor de Sonhos” rendeu milhões de livros vendidos mundo a fora. A primeira história da trilogia foi parar no cinema...  Mastigando – Empresário bem sucedido tenta se suicidar  por conta do mau relacionamento que tem com filho adolescente. Mas no auge da crise, recebe ajuda de um mendigo que lhe ensina a olhar a vida e os problemas de outra forma. Ótima direção de Jayme Monjardim!!! Ele retrata as dificuldades existentes no mundo com a mesma sensibilidade em que envolve o expectador com o universo conturbado do protagonista. A cena inicial - enquanto os créditos aparecem - revela a atenção especial do diretor com os pormenores da trama... Bela fotografia  de Nonato Estrela!!! L.G. Bayão assina o roteiro adaptado. A edição merece atenção especial. Trabalho de Gustavo Giani. O elenco está brilhante. Dan Stullbach encarna com perfeição o pai em conflito, enquanto César Troncoso faz o salvador da pátria com pitadas de humor e muita sagacidade. Completam o time: Thiago Mendonca, Leonardo Medeiros e Guilherme Prates. A obra arrecadou, aproximadamente, três milhões de Reais no Brasil.

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS