Colunistas Zé Maria Ulles
26/09/2017 Filme: Planeta dos Macacos – A Guerra Nota 7,0

Ao final do segundo filme da série, “Planeta dos Macacos - O Confronto”, imaginou-se que o tema já havia se esgotado. Não sendo possível inventar um roteiro que pudesse agradar o público e fizesse jus ao legado cinematográfico iniciado no ano de 1968. Ledo engano!!! Em “Planeta dos Macacos - a Guerra ”, terceiro filme da trilogia Cesar, os roteiristas, Mark Bomback e Matt Reeves capricharam na história fechando bem a saga. Mastigando – Coronel do exército tenta eliminar os últimos descendentes da raça dos macacos liderados por Cesar. Após matar covardemente alguns deles, provoca a ira do símio mais humanizado que parte em busca de vingança. Convincente a direção de Matt Reeves (também roteirista). Seu pecado foi dar muita atenção a parte emocional do protagonista - abandonando a ideia de guerra física para dar lugar a uma guerra interna/ psicológica. Com isso, Reeves realça a magnífica interpretação do ator Andy Serkis, mas deixa o filme longo demais - 140 minutos. Também no elenco: Woody Harrelson e Steve Zahn. Ótimos efeitos especiais!!! Bela fotografia!!! O filme faturou 431 milhões de Dólares. Orçamento de 150 milhões.Com o lançamento da ficção científica, “Planeta dos Macacos”, em 1968, até a obra em questão, em 2017, foram realizados oito filmes sobre o tema. Além de uma série de televisão e um remake do filme original. Quem assistir a última película pode achar que tudo acabou, mas Ulles no Kinema ‘acredita’ que (49 anos após o lançamento do primeiro filme e com uma possível guerra nuclear coreana se desenhando) os macacos inteligentes ainda tem muito fogo para queimar...

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS