Colunistas Zé Maria Ulles
23/04/2017 Filme: Silêncio Nota 7,0

A temática - incomum - já merece o ingresso!!! Ela foi extraída da obra do escritor japonês Sh?saku End?. Mastigando – Dois missionários católicos vão ao Japão do século XVII buscar um padre que havia abandonado a batina e sumido no vento. Chegando lá, se deparam com um local hostil - por parte do governo - à disseminação da nova doutrina religiosa mas percebem um desejo do culto cristão em muitos dos nativos. Ótima atuação do jovem ator Andrew Garfield. Ele já havia feito belo trabalho em “O Ultimo Soldado” (2017). No elenco: Adam Driver, Issey Ogata (excelente) e Liam Neeson. A fotografia merece citação. Rodrigo Prieto assina. O diretor, Martin Scorsese, faz ótimo trabalho. As tomadas de câmera são barbaras. Ele trata a obra com muita delicadeza... O ponto ruim fica por conta de certa lentidão... São 161 minutos de duração. Sendo a maior parte dela sem trilha sonora. Haja Deus!!! Isso não é de Deus!!!! O roteiro foi feito pelo diretor e Jay Cocks. No geral, ele atende as expectativas apresentadas, mas fica incompleto quando subtrai parte fundamental da vida do protagonista. Foram gastos 40 milhões de Dólares para fazer a obra. Nas bilheterias fracasso bíblico: só 16 milhões de lucro. Por outro lado, a crítica americana bateu palmas para a película (7.5 em 10.0). “Silêncio” retrata de forma esplendorosa a dificuldade na aceitação de novas culturas... O filme se passa em 1670, e até hoje, somos remetidos a amarga REALIDADE da intolerância religiosa... Não perca o belo filme!!!

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS