Colunistas Zé Maria Ulles
13/12/2017 Filme: Thelma Nota 3,5

“Thelma” é o quarto longa do diretor, Joachim Trier, que ficou conhecido por “Bombas mais Altas que Bombas” de 2015. Trier fez um filme confuso que demora a se enquadrar em uma historia de terror, drama ou romance. Mastigando – Moça sai da casa dos pais para estudar em faculdade longe de casa. Com o passar dos dias e sob a tensão de encarar nova realidade de vida, distúrbios físicos   começam a se manifestar no corpo da jovem, aparentemente, advindos da epilepsia. Todavia, com os resultados médicos ela compreende que a questão é mais complexa. A fotografia de Jakob Ihre merece atenção. A música se destaca no filme!!! Ola fløttum assina. O confuso roteiro tem a mão do diretor e de Eskil Vogt. No elenco: Eili Harboe (bom trabalho), Tom Lindstrøm e Kaya Wilkins. A edição deixa muito a desejar. A película tem 116 minutos de duração. Nas bilheterias um fracasso. Gastaram seis milhões e meio de Dólares para uma arrecadação de apenas 814 mil. O expectador torce para o filme embalar - diante de um mistério que o atrai, mas até o final, ele fica envolto em um profundo balaio de gato. Diante de uma protagonista que tem dificuldade para descobrir suas tendências e poderes especiais. Em resumo: que roteiro ruim!!!

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS