Colunistas Zé Maria Ulles
17/07/2017 Filme: Tudo e Todas as Coisas Nota 6,0

A produção da obra parece ter sido feita para a TV. Um grande desperdício porque o tema é muito bom... Adaptado do romance “Tudo e Todas as Coisas” escrito por Nicola Yoon e lançado em 2015, o filme em questão perde em conteúdo pela má direção Stella Meghie. Faz um trabalho sem a menor sensibilidade. Meghie é uma diretora com muito pouca experiência. Roteiro fraco!!! Show, mesmo, são as canções - de vários cantores - e a trilha sonora de Ludwing Göransson. Mastigando – Moça com grave problema no sistema imunológico vive confinada em casa por 17 anos. Porém, tudo muda com a chegada de jovem vizinho. O rapaz passa a ter contato diário com ela fazendo surgir, entre eles, algo mais do que uma simples amizade. Amor, liberdade e sobrevivência tornam-se grandes conflitos na cabeça da protagonista. No elenco: Amandla Stenberg, Nick Robinson, Anika Noni Rose e Ana de la Reguera. O filme tem apenas 96 minutos de duração. Cabia mais pela temática. O assunto não é novo e já foi explorado no cinema. “O Menino da Bolha de Plástico”, filme de 1976, estrelado por John Travolta, já mencionava o problema no sistema imunológico humano. A Síndrome de Hunter (Imunodeficiência Grave Combinada / SCID). Este filme foi extraído de um caso verídico, ocorrido com o menino David Vetter, nascido em 1971, nos Estados Unidos da América.

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS