Colunistas Zé Maria Ulles
20/03/2019 Filme: Vidro - nota 4,5

Grande decepção!!! O diretor, M. Night Shyamalan, parece ter ficado preso aos sucessos "Sexto Sentido" (1999) e "Sinais" (2002). Em "Vidro" ele se perdeu completamente... A fita é mal construída. Algumas cenas não encaixam. Como por exemplo, a luta final dos protagonistas. Mas o pior nem fica por conta do Shyamalan diretor. Ele peca mais no roteiro... Se em "Fragmentado" (2016), mostra muita criatividade, isso não acontece no filme em questão. Roteiro confuso e sem graça - em alguns momentos chega a ser ridículo. Mastigando – Psicopata sequestra quatro moças líderes de torcida. Para salvá-las, um dos protagonistas saí a procura de pistas. Ajudado por seu filho, encontra o maluco e libera as jovens. Todavia, logo é preso junto com o sequestrador e enviado para um instituto de tratamento mental para criminosos de alta periculosidade. Lá ambos se juntam a um hóspede mais perigoso que eles. A excelente fotografia de Mike Gioulakis se destaca. A trilha sonora também sobra do resto. West Dylan Thordson leva o crédito. Péssima edição. Luke Ciarrocchi assina. No elenco: Bruce Willis, James Mcavoy, Samuel L. Jackson, Anya Taylor-Joy e Sarah Paulson. "Vidro" foi bem nas bilheterias faturando 241 milhões de Dólares. Os produtores gastaram 20 milhões para fazer a fita. A crítica norte americana estilhaçou o vidro com média de 4.7 em 10.0."Vidro" é o terceiro filme da trilogia/confusa que começa com "Corpo Fechado" (2000) e Fragmentado (2016).

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
Zé Maria Ulles
Quando menino, tinha o sonho de estudar Astronomia e fazer cinema. O tempo passou, e Zé se formou em Comunicação Social, História, Filosofia e Música.
ÚLTIMOS ARTIGOS