Colunistas DEDO DE MOÇA
30/09/2019 Nossa colunista chegou !

A obra de arte de Jesus na goiabeira


Como se não bastasse o atual cenário, a ministra Damares está dando o que falar nas redes sociais. Ela publicou em sua conta um quadro que ganhou do vereador de Mogi Guaçu, que retrata a própria titular dos direitos humanos sentada ao lado de Jesus, ambos comendo goiaba... Em cima do pé de goiaba! “Fiquei emocionada! A obra é feita com uma técnica que usa giz de cera e carvão! É incrivelmente linda!”, escreveu. Sério?

 

 

Bafudo desempregado


Não sei se vocês sabem, mas toda sexta-feira o presidente Bolsonaro recebe algumas pessoas e jornalistas na saída do Palácio da Alvorada. Até aí tudo bem... Pois um de seus seguidores que gritava a todos os pulmões “mito”, pediu emprego ao presidente. Foi então que Bolsonaro virou para o segurança, comentou baixo e riu: “Só pelo bafo, não vai ter emprego”. Sem papas na língua!

 

 

Véi da Havan e sua multa que quase não vale nada


R$ 2 mil é muito pra você? Porque pra gente sim! Mas não podemos dizer o mesmo do dono das lojas Havan, Luciano Hang – mais conhecido como Véi da Havan. De acordo com a Forbes, a fortuna de Hang é estimada em US$ 2,2 bilhões, cerca de R$ 9 bilhões no câmbio de hoje, o que faz dele o 21º homem mais rico do Brasil. Eis que em época de eleição, ele fez propaganda de Bolsonaro em sua loja e acabou levando uma multa fixa de propaganda irregular no valor de R$ 2 mil... Mas isso é quase nada pra ele! Paga pra gente, véi.

 

 

Tá todo mundo louco nesse STF!


Escuta a nova: o ministro do STF, Gilmar Mendes, rebateu algumas declarações do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, que chegou a dizer que ia armado pro trabalho com a intenção de assassinar o magistrado. O QUÊ? Mas a história não acaba assim. Em nota, Gilmar disse: “recomendo que procure ajuda psiquiátrica”. Infelizmente, dessa vez temos que concordar com Mendes.

 

 

Tem greve? Então não tem salário!


O Tribunal Superior do Trabalho (TST) manteve os descontos nos salários dos funcionários do Metrô-DF que fizeram greve de 77 dias no ano passado. Há dois meses, os trabalhadores que participaram da paralisação — a maior da história da companhia — têm tido descontos nos salários. Depois da pataquada toda, o sindicato foi procurado, mas ninguém se pronunciou. Ê, metrozêiros...

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
DEDO DE MOÇA
ÚLTIMOS ARTIGOS