Colunistas DEDO DE MOÇA
25/09/2019 NOSSA COLUNISTA PREFERIDA VOLTOU, E NOSSA ATUALIZAÇÃO APIMENTADA TAMBÉM !

O “Seu Madruga” da política brasileira

 

Vocês estão sabendo que a 7ª Vara Cível de Brasília do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) condenou o ex-jogador e senador Romário (Podemos-RJ) ao pagamento de R$ 408 mil referentes a 14 meses de aluguéis atrasados? Isso não remete ao nosso querido Seu Madruga que deve ao Sr. Barriga? A vida na vila do Chaves era muito diferente da mansão onde o parlamentar morou no Lago Sul. Detalhe: o aluguel era de R$ 35 mil... Xiii, deu ruim, hein?

Lago Paranoá: sai lixo!


Nesta semana, o Lago Paranoá, um dos principais pontos turísticos e de lazer da capital, completou 60 anos. Por causa disso, a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) encerrou, no último final de semana, a 8ª edição da Semana Lago Limpo. A novidade (nem tão novidade assim), é que em apenas dois dias de ação, 40 reeducandos do Sistema Prisional do DF recolheram 900 quilos de resíduos sólidos das margens do lago. Ê porcaiada braba!!! Se você não entendeu o recado, serei mais clara: NÃO JOGUEM LIXO NAS RUAS – MUITO MENOS NO LAGO.

Será um milagre? GDF prevê gastos menores para 2020


O Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) 2020 está quase saindo! A matéria, de autoria do Executivo local, detalha as estimativas de receitas e despesas para o ano que vem. A previsão do governo é de que o total de recursos disponíveis chegue a R$ 43,102 bilhões. Investimentos e despesas com folha de pessoal caíram em relação às calculadas para 2019.

Judiciário tá cortando até estagiário...


A coisa não está muito bem pelo Judiciário... Segundo fontes, a partir do ano que vem, eles não poderão mais contar com uma compensação do Executivo para bancar contas que extrapolarem o teto de gastos. Os órgãos que ainda não se ajustaram terão margem pequena para cortar custos, já que quase todos destinam mais de 80% do orçamento à folha de pessoal - despesa obrigatória, imune às tesouradas. A exemplo de ministérios, alguns já estão cortando custos de energia, terceirizados e até estagiários.

Águas Claras: o bairro da classe média e dos engarrafamentos


Planejada pelo arquiteto e urbanista Paulo Zimbres, Águas Claras tinha o objetivo de ser um bairro com a mesma qualidade de vida do Plano Piloto, mas com valores de imóveis mais acessíveis. O projeto original previa prédios de, no máximo, 12 andares. Mas, por pressão das construtoras, o GDF mudou as regras e permitiu edifícios de até 30 andares. Anos depois, sabem o que aconteceu? Aumentou a densidade populacional e atrapalhou o planejamento urbano. Alguma novidade? As consequências disso são enormesssss engarrafamentos e falta de acessibilidade. JK deve estar revirando no túmulo a essa hora.

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
DEDO DE MOÇA
ÚLTIMOS ARTIGOS