Colunistas DEDO DE MOÇA
18/09/2019 Vamos nos Atualizar?

Chora não, Bolsonara


Um veículo de comunicação muito esperto, divulgou os problemas familiares de Michele Bolsonaro, primeira-dama do Brasil. A matéria que foi ao ar no começo do mês revelou que a avó de Michelle já foi presa por tráfico de drogas, a mãe falsificou documentos e dois tios tiveram problemas com a Justiça. Quem não gostou muito disso foi o próprio presidente. Ele reclamou dizendo que “não precisa esculachar minha esposa. Agora ela está abatida”. Aguardemos as cenas dos próximos capítulos.

Existe ministério fantasma sim


O tal do bloco O da Esplanada dos Ministérios está jogado às traças há mais de quatro anos. Sob responsabilidade do Ministério da Defesa, a Secretaria de Patrimônio da União e o Ministério da Economia anunciaram que vai rolar reforma. O projeto custará, nada mais nada menos, que R$ 100 milhões aos cofres públicos. Este sim é o famoso “Ministério Fantasma”, que nem existe e já gasta mais que mulher em salão de beleza.

CLDF, banca minhas férias?


E não é que a Câmara Legislativa do DF gasta para caramba mesmo quando está de férias? Foi divulgado essa semana que, no mês de julho, quando os distritais estavam de recesso, foi gasto R$ 116.760,79 entre aluguel de carros e imóveis, combustíveis, contratação de consultorias e divulgação do mandato. O valor destinado aos custeios dos distritais foi só um pouquinho menor se comparado com o período anterior, quando a Câmara Legislativa estava em pleno funcionamento. Tirar férias com o dinheiro dos outros é mole, né?

Abuso de poder e conduta vedada não pode, Rollemberg


O governador do DF, Ibaneis Rocha, acusou, no início deste ano, o seu opositor Rollemberg de ter praticado, nas eleições de 2018, abuso de poder econômico e conduta vedada. Mas não foi dessa vez, Iba... O Tribunal Regional Eleitoral do DF (TRE-DF) extinguiu a ação que não citou os réus envolvidos diretamente no caso. A ação tratava de denúncia de que um veículo da Defesa Civil do DF teria se envolvido em acidente e, dentro do carro, havia pacotes com material de campanha do então governador Rodrigo Rollemberg, à época candidato à reeleição.

Interrompemos a nossa programação para falar de uma notícia boa:


Os deputados distritais decidiram devolver R$ 25 milhões de sobra orçamentária para os cofres do Distrito Federal. A decisão ocorreu no começo da semana por meio de duas emendas de autoria da Mesa Diretora da Câmara Legislativa (CLDF), e inclui o recurso nas previsões de gastos para ajudar a enfrentar a crise financeira do governo local. É para aplaudir de pé, irmãos.

DEIXE UM COMENTÁRIO
COLUNISTA
DEDO DE MOÇA
ÚLTIMOS ARTIGOS