Lifestyle Bem Estar
00/00/0000 Chef Mara Alcamim inaugura Café Universal
Divulgação
Divulgação

O Universal Diner, um dos mais badalados restaurantes de Brasília, agora conta com um espaço dedicado ao café em seu piso superior. Inaugurado em 8 de maio, o Café Universal mantém em seu conceito o ambiente divertido e irreverente, característico da marca, agregado à experiência da chef Mara Alcamim, que durante quase cinco anos e meio (de setembro de 2005 a janeiro de 2011) comandou o Quitinete, misto de empório, padaria gourmet, restaurante e loja, na 209 Sul.

\"O Universal está caminhando para 17 anos. A essência dele é ser um lugar divertido e com comida boa. E agora a gente sentiu essa necessidade de ter um Café. É um Café pequeno, fechadinho, com ar-condicionado, Wi-Fi. É um ambiente bacana para você sentar, abrir seu computador, trabalhar durante duas ou três horas, fazer uma reunião, almoçar e lanchar. É um lugar onde o tempo vai parar para o cliente\", aposta a chef Mara Alcamim. 

No dia a dia, o Café Universal ficará sob o olhar atento do barista-chef e gerente operacional Márcio Dias. Na equipe da chef Mara Alcamim há 12 anos, Márcio logo descobriu sua paixão pela profissão de barista e especializou-se na área em diferentes cursos fora de Brasília. Aprendeu do cultivo à torra dos grãos e tornou-se mestre-torrador. Também aprimorou-se na classificação e degustação de cafés. 

No novo projeto da chef Mara Alcamim, ele é o responsável pela escolha e torra dos grãos para os rótulos goumet Café Universal, vendidos na casa ou usados no preparo das bebidas. Os grãos são torrados em uma Leogap T5 standard - máquina brasileira feita num design retrô exclusivo para o Universal, que fica no piso térreo do restaurante. 

Cafés especiais e carta de drinques 

A marca conta com cinco rótulos de cafés especiais: Blend Universal, Orgânico (certificado pelo IBD), Descafeinado,Café do Barista e Café Jacu. Todos são 100% Arábica. 

Com exceção do Jacu, os outros quatro são de Carmo de Minas, na Serra da Mantiqueira (MG), região conhecida por cafés de excelente qualidade. O Blend 

Universal, por exemplo, resulta em uma bebida equilibrada, encorpada, com acidez média, alto teor de doçura, aroma de frutas vermelhas, sabor residual longo e intenso que lembra amora e chocolate. O pacote de 250g sai a R$ 16,00.

O Orgânico (certificado pelo IBD) caracteriza-se por sua bebida equilibrada, sabor e aroma de erva-cidreira, acidez média e finalização com notas de caramelo. O Descafeinado também é de alta qualidade e tem a cafeína extraída por um processo à base de água e sem produtos químicos (Mountain Water Decaf). Seus principais diferenciais são a ausência de amargor e o corpo (bem encorpado), sabor e aroma suaves e equilibrados, acidez baixa e finalização com notas de chocolate escuro. Os rótulos Orgânico e Descafeinado saem a R$ 20,60 cada (250g).

Já o Café do Barista é um blend especial elaborado e assinado por Márcio Dias, a R$ 16,00 (250g). \"A intenção é, a cada mês, buscar novas fazendas com grãos especiais para mantermos uma linha sempre com novidades\", explica o barista-chef. Essa 1ª edição possui bebida encorpada, com aroma de frutas secas e cítricas, que lembram limão, e notas de chocolate e caramelo.  

O Café Jacu, por sua vez, é uma bebida única, de acidez baixíssima e sabor inigualável de chocolate ao leite. É proveniente de Domingos Martins (ES), da Fazenda Camocim, onde a ave, que dá nome ao rótulo do café, alimenta-se dos melhores grãos maduros nas lavouras. Em um curioso processo digestivo, o organismo do animal aproveita somente a polpa e rejeita os grãos que, após sofrerem ações do suco gástrico, são expelidos intactos, colhidos manualmente e beneficiados. O Café Jacu é um dos produtos nobres do Brasil e sai a R$ 41,00 (250g).

No Café Universal, é possível apreciar o espresso extraído com todos esses grãos, entre R$ 4,50 e R$ 12,00 (Jacu). Com exceção do Café Jacu, os demais também podem ser preparados na mesa, em diferentes métodos: coado no pano, a R$ 6,50, ou nas cafeteiras francesa ou italiana, a R$ 12,50 (a partir de duas pessoas). 

A carta de bebidas conta ainda com sete variedades de cappuccinos italianos (alguns com opções pequena e grande), cinco cafés especiais, chocolates tipo europeu, quatro frappés (elaborações cremosas com café, nas quais, em vez do sorvete, utiliza-se o leite congelado com uma técnica diferenciada, resultando em uma bebida mais saborosa e menos calórica), preparos com sorvete e chás. Nas bebida com leite, é possível optar pelo integral, sem lactose, de soja ou desnatado. 

Com sabor de casa

\"O grande diferencial do Café Universal é que grande parte dos produtos são feitos na própria casa\", ressalta a chef Mara Alcamim. Entre eles, destacam-se as geleias, o pastrami, o peito de frango, o roast beef, o hambúrguer de picanha, a linguiça goumet suína, os iogurtes, além de toda panificação e confeitaria, como baguetes, quiches, madeleines, brioches, croissants, bolos, pancakes, rosquinhas, entre outros. 

No cardápio, há seis sanduíches no pão francês caseiro, como o Bauru (queijo fundido, tomate, orégano e roast beef caseiro), a R$ 9,80; o Queijo Quente Vegano (com tofu), a R$ 9,50; e o Peito de frango defumado caseiro com tomate e mozarela de búfala fresca, a R$ 9,50; 

Há também sete sanduíches especiais servidos com crispy de batata. Dentre eles, cinco montados na baguete caseira, como o Universal picadinho de filé-mignon, a R$ 24,90; o VEG (berinjela, abobrinha pesto de baru, mozarela de búfala ou tofu, tomate e manjericão), a R$ 26,90; e o Pastrami com mostarda de Dijon, rúcula, tomate e cebola roxa, a R$ 24,90. 

Completam as variedades de sanduíches, o Burguer Universal (hambúrguer de picanha com bacon, alface, cebola, maionese caseira e queijo fundido) e o Burguer da Chef (hambúrguer de picanha, beterraba e queijo azul), ambos no pão de hambúrguer, a R$ 27,90 cada. 

Os ovos ocupam uma seção à parte. São seis sugestões, do ovo quente às omeletes, com a opção somente da clara, entre R$ 4,50 e R$ 24,90. Uma boa pedida é a omelete de shimeji com champignon e ciboulette, a R$ 24,90, ou a de bacon com gruyère e cebola roxa, a R$ 21,90.

Também há diferentes opções para o café da manhã que variam do pão francês quente com manteiga (R$ 3,90) a combinações mais caseiras, como o Toast (brioche com geleia e manteiga ou margarina), a R$ 6,90 ou R$ 8,90 (sem glúten), ou bem completas, como o Café Express (1 café, 1 suco de laranja, 1 salada de frutas e 1 toast, manteiga com cristal de sal e geleia), a R$ 19,50. As sugestões para o café da manhã podem ser pedidas a qualquer hora do dia. 

Aos sábados e feriados, das 9h às 12h, o Café Univesal serve um brunch. Composta por 1 café, 1 suco de laranja, 1 salada de frutas (da estação), 2 pancakes com syrup do Cerrado, 2 ovos, queijo frescal,  bacon, toast, muffin do dia, manteiga e geleia), a sequência sai a R$ 24,90 por pessoa. 

Completam a lista de delícias, quiches, pão de queijo, bolos caseiros (com opção sem glúten), croissants, pancakes, cheesecake Universal sem glúten, torta mil folhas e várias outras gostosuras que merecem uma, duas, três, várias visitas. 

Ambiente 

Com espaço para 56 pessoas, o Café Universal destaca sua independência do restaurante desde a entrada, com acesso exclusivo e fachada diferenciada, com traços de graffiti de Omik (Mikael Guedes). \"Usei cores que lembram o café e traços que misturam o clássico e o antigo com o moderno, como forma de retratar o que está lá dentro sem fugir do contexto. Gostei muito do resultado, principalmente, porque a chef Mara Alcamim confiou plenamente no meu trabalho e me deixou livre para criar\", garante Omik.

Para receber o Café Universal, o piso superior da casa foi repaginado sem perder as características do Universal Diner. Famoso pelo ambiente divertido e irreverente, repleto de lembranças de diferentes lugares por onde a chef Mara Alcamim passou e presentes que recebeu de amigos, o restaurante proporciona a sensação de estar em muitos lugares ao mesmo tempo. 

E no projeto de ambientação do Café Universal, assinado por Nilson Portuguez, essa impressão se repete com leveza e muita criatividade. 

Em um só espaço, há varios cantinhos: o da sala de estar com móveis retrô, TV antiga e até casinha de cachorro; um com vista para as ruas de Paris; uma sala de jantar de frente para o Cine Mara Alcamim, que promete programação de filmes e seriados antigos de coleção própria da chef como Mulher Maravilha, Terra de Gigantes entre outros; o do caminho de Buda, que indica a continuação da caminhada com uma linda trilha a seguir; o do quarto e o do varanda, com toques florais. 

A plotagem de livros em algumas paredes é um convite aos clientes para trocarem títulos já lidos. A intenção é que as pessoas possam deixar as obras no Café para que outros levem para casa, devolvam e, assim, a literatura possa ser compartilhada. Na escada de acesso ao Café, na chegada ou na saída, um outro convite irresistível: uma parede preta e vários gizes de cera - um kit prontinho para os clientes deixarem seus recados para o novo espaço!

Toda essa ambientação ganha realce com o projeto de iluminação desenvolvido pela Dona Arquitetura, de Fernanda Graneiro e Tatiana Grell. As duas profissionais também assinam a linha de mobiliário com releitura retrô, da Studio Dona, que fazem parte da decoração. O Café Universal conta com nove peças da marca: dois aparadores, um balcão, duas mesas de centro, dois criados-mudos, duas mesas laterais. Todas estão à venda ou podem ser encomendadas. 

O espaço conta ainda com Wi-Fi para clientes e várias tomadas próximas às mesas. Para trilha sonara, LPs antigos, vários deles adquidiros na Feira da Praça Benedito Calixto, em São Paulo. Entre eles, vinis de novelas da década de 1970 e 1980 como Ti-ti-ti, Guerra dos Sexos, Dancing`Days, entre outros. 

Café Universal

SCLS 210, Bloco C, Loja 18; (61) 3443-2089.

De segunda a sábado, das 9h às 0h. Brunch, aos sábados e feriados, das 9h às 12h.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
AR YAPUANA | AR YAPUANA | Fármacia de Manipulação Gislaine | Pizza Á Bessa |