Cultura Cinema
26/10/2017 Redação 1º Festival de Cinema de São Jorge movimenta a cena cultural da Chapada dos Veadeiros Evento conta ainda com oficina, festa com dj e show musical da banda Maria Sabina e a Pêia

O último final de semana de outubro reserva bons momentos para os cinéfilos. Entre os dias 27, 28 e 29 de outubro, acontece o 1º Festival de Cinema de São Jorge, que exibirá obras premiadas na última década e que destaquem a história e a cultura brasileira. As sessões acontecem na Praça do Artesão e têm entrada franca.

A mostra foi idealizada por três amigas apaixonadas pela Chapada dos Veadeiros, que compartilhavam do mesmo sonho: levar a exibição de filmes em tela grande para os moradores da Vila de São Jorge. A cineasta Betânia Victor, a produtora Kátia Oliva e a empresária Lana Côrtes, guiadas pela expressão regional “deixa o cristal trabalhar”, comum entre os místicos da região, colocaram em prática a ideia de unir duas coisas que os candangos e os goianos adoram: cinema e as paisagens da chapada.   

Nos três dias de festival, serão exibidos blocos de curtas-metragens premiados como Retratos da Alma, de Leo Bello, e Sob o Encanto da Luz, de Direceu Lustosa, com temáticas regional. A diversidade cultural ganha a noite de sábado com Chacal Palavra Filme, de Piu Gomes, e Brasília (Titulo Provisório), de João Paulo Procópio. Para falar de ufologia e misticismo, temas recorrentes para os frequentadores da Chapada, o último dia de exibição, temos o curta-metragem documentário Efeito Casimiro, de Clarice Saliby.

Após a sessão de curtas, os expectadores vão conferir longas-metragens atuais, que conquistaram o público em festivais e mostras de cinema pelo país. Na sexta, o documentário Flor do Moinho, da diretora candanga Érika Bauer, encerra a primeira noite com a história da raizeira  Florentina Pereira dos Santos, personagem célebre em Alto Paraíso pelos mais de 300 partos que já realizou.

No sábado, é a vez da comédia Doidas & Santas, de Paulo Thiago, sobre uma mulher que pede o divórcio e embarca em aventuras que nunca imaginou viver. A atriz brasiliense Maria Paula, protagonista do filme e apaixonada pela Chapada, estará presente na sessão.

No domingo, a música popular brasileira invade o Festival de Cinema com a exibição de Amor & Brega, do diretor Ronaldo Duque. Misturando realidade e ficção, o documentário traz um panorama do auge da música brega brasileira, nos anos 1970, quando dominava as rádios com ídolos como Waldick Soriano, Reginaldo Rossi e Altemar Dutra.

Como cinema e música andam lado a lado, não poderia faltar uma boa apresentação musical. Na sexta, após as sessões, DJs vão animar a noite de São Jorge. Já no sábado, o festival recebe a banda Maria Sabina e a Pêia, um dos grandes destaques da nova geração da música brasiliense.

O 1º Festival de Cinema de São Jorge conta com apoio da comunidade, das pousadas, restaurantes de comerciantes locais. Conta ainda com apoio da Prefeitura de Alto Paraíso do Goiás e da ASJOR - Associação dos Moradores de São Jorge. A programação gráfica e visual do festival é de Roger Regner, artista brasileiro, radicado entre Brasília e Nova York. A produção executiva é de Tereza Rollemberg, profissional com mais de 30 anos de experiência na área.

Oficina - Além das sessões de cinema, o público poderá participar de uma oficina gratuita onde o próprio celular será o instrumento de trabalho, resgatando a ideia do cinema novo na cabeça: uma câmera na mão e uma ideia.

O cineasta Piu Gomes compartilha suas experiências e conhecimentos na oficina Documentário para Realizadores. Trata-se de uma introdução aos aspectos históricos e estéticos do documen­tário e os participantes vão produzir um filme com o próprio celular. O resultado será exibido dentro da programação do Festival.

Homenagem – O 1º Festival de Cinema de São Jorge vai prestar uma homenagem a equipe técnica, que fica escondida atrás das câmeras, mas são fundamentais para garantir a realização das obras que vemos na telona. Esta edição, celebra a carreira da continuísta Patrícia Alencastro.

Patrícia tem mais de 100 filmes no currículo, entre os quais se destacam clássicos do cinema nacional, como Eu, Tu e Eles, de Andrucha Waddington, A Partilha e Confissões de Adolescente, de Daniel Filho, Deus é Brasileiro, de Carlos Diegues, entre outros.    

SERVIÇO

1º Festival de Cinema de São Jorge
De 27 a 29 de outubro (sexta, sábado e domingo)
Local: Praça do Artesão. 
Entrada franca. Sujeito a lotação.
Verifique a programação e a classificação indicativa de cada filme
Mais informações no site https://festcinesaojorge.wixsite.com/2017

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS