Lifestyle Bem Estar
04/02/2017 Redação 3 coisas que você NÃO DEVE FAZER depois do sexo
Redação
Getty Images

Tanto faz se o sexo foi bom ou ruim. Se vocês estão ofegantes sobre lençóis molhados, com as pernas amolecidas depois de um orgasmo inesquecível. Se foi uma rapidinha meia-boca no banco de trás do carro. Se vai rolar um sono de conchinha ou uma despachada no estilo “a gente se vê”.

Depois de transar, os homens podem simplesmente jogar a camisinha no lixo, vestir a cueca e vida que segue. Por causa da anatomia voltada para dentro, as mulheres precisam ter certos cuidados com a saúde de suas vaginas. Imagina que a bicha sofreu repetidos esfrega-esfrega, tá inchada e sensível, fica muito mais vulnerável…

1. “Ai que preguiça: não vou fazer xixi agora, não”

Tudo bem, desde que você não se importe com o risco de uma inflamação ou infecção urinária no dia seguinte. Já ouviu falar em cistite, a “doença da lua de mel”, que provoca dor e ardência na hora do xixi? Um horror! É que as penetrações repercutem na bexiga. Ela tá bem perto do colo do útero, o fundão onde você sente a cabeça do pênis bater, então fica propensa a se irritar com essa situação. Se estiver cheia enquanto você transa, vixe, lascou.

Fora isso, o entra-e-sai no canal vaginal e as fricções na pele da vulva (a parte externa) podem abrir umas microfissuras que seduzem bactérias oportunistas. Especialmente se você tem pouca lubrificação ou o sexo foi uma exaustiva maratona. Então, querida, com ou sem vontade de urinar… Reúna forças, vá até o banheiro, abra a torneira, senta no vaso e se concentra.

O ideal é não demorar mais de meia hora pra fazer xixi depois do sexo. Outra dica importantíssima: quando for se limpar, passe o papel higiênico de frente pra trás, no sentido da vulva para o ânus. Por que? Os minúsculos “habitantes” do seu ânus (sim, é normal, todos temos organismos vivos) podem ser transportados pra região da vagina – e fazer mal a ela.

2. “Botei no sabonete… tá nova”

Não tô dizendo pra você não tomar banho e ter apego aos resquícios do sexo. Mas não precisa (nem deve!) botar sua vagina de molho numa mistura de sabão líquido, amaciante e alvejante. É uma pele finíssima e delicada. Ficar ensaboando ou limpando com lenços umedecidos pode irritá-la ainda mais, além provocar secura, vermelhidão e coceira. Basta limpar gentilmente com água. Só!

3. “Vou dormir sexy”

Pensa assim: depois de transar, você dormiria com um pano quente tampando o seu nariz? Não, né. Então, sua vagina também está quente e úmida e querendo respirar tranquilamente. Deixa de lado aquela calcinha fio dental sexy de nylon, poliéster ou outros tecidos sintéticos. Inclusive porque há grandes chances de ela estar molhada com suor, secreções vaginais e sêmen, dependendo de como foram as preliminares e o nível de excitação antes de arrancá-la. Os fungos tão só esperando seu vacilo. O melhor mesmo é dormir SEM nada. Se você fizer questão de ~se cobrir~, que seja de uma lingerie de algodão, ok?

*Nathalia Ziemkiewicz, autora desta coluna, é jornalista pós-graduada em educação sexual e idealizadora do blog Pimentaria.

 

Via: Yahoo

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS