Destaque Curiosidades
20/04/2018 Redação 4 maneiras de ser mais feliz 4 receitinhas básicas para tornar a sua vida mais feliz

O que é ser feliz para você? Para alguns é simplesmente sorrir, enquanto outros idealizam grandes viagens e objetos caros. É uma tarefa complicada criar uma definição para essa palavra. Então, por que tentamos definir esse sentimento? Talvez seja melhor maneira de conquistar, seja rever o que entendemos como felicidade.

As novas correntes da psicologia compreendem a felicidade como um grau de satisfação vivido em nosso dia a dia. Wenceslao Unanue, diretor do Instituto de Previdência e co-diretor do Curso Avançado de Felicidade Organizacional (DFO) da Universidade Adolfo Ibáñez, no Chile, explica que a “felicidade duradoura é aquela que eu me satisfaço, posso suportar melhor as dificuldades e sinto que minha vida faz sentido”.

“As pessoas mais felizes são de longe as que têm melhores relações interpessoais. Quantidade não é o que importa, mas a qualidade dessas relações, sentir-se gostados pelos outros e vice e versa”. Essas relações não se desenvolvem apenas na família ou na vida do casal, mas com amigos ou colegas de trabalho que também são muito importantes, afirma Unane.

Altruísmo, gratidão à vida, generosidade, levar uma vida saudável e mais ligada ao meio ambiente são atitudes que adquiriram um valor cada vez mais importante pelos benefícios que oferecem, como maior otimismo, fortalecimento dos laços afetivos e redução da ansiedade, depressão, etc.

Mas, para ser feliz, é necessário construir essa felicidade. O excesso de trabalho, a fadiga e o salário precário são fatores que dificultam a conexão com as emoções e necessidades. Tudo isso com a responsabilidade do Estado de promover políticas que garantam níveis básicos de bem-estar, as pessoas em todo o mundo estão começando a tomar conta de sua própria felicidade. Aqui estão alguns exemplos dessas tendências.

  1. Viva a solidariedade
    Estudos comprovam que o sentimento de ajudar o próximo libera no cérebro a endorfina, responsável pela sensação de bem-estar. Habitantes de diferentes cidades do mundo, como os que vivem na cidade de São Francisco, nos Estados Unidos, adotam a prática de pagar por um café da manhã para as pessoas que moram na rua, tornando a cidade um lugar mais amistoso. 
  2. Conecte-se à natureza
    Conhecida como Terapia da Floresta, essa prática japonesa procura “absorver a atmosfera da natureza”. Envolve caminhar por horas, desconectando-se de qualquer dispositivo eletrônico e seguindo um instrutor que facilita a conexão com o ambiente. A ideia é focar na respiração e abrir os sentidos: tocar nas árvores, cheirar uma flor, deitar na grama etc. É assim que você pode descansar das preocupações e pensamentos obsessivos. Países como os Estados Unidos, Canadá e Espanha já começaram a implementar essa prática em suas florestas.
  3. Faça na medida
    A palavra sueca “Lagom” é traduzida como “suficiente”. Essa tendência está mais relacionada a um conceito norteador de se concentrar na “medida certa”: trabalhar o suficiente, comer o necessário ou descansar sem exageros etc. Uma vida confortável é um privilégio, mas essa técnica acredita que é possível viver apenas com o imprescindível.
  4. Se relacione bem
    Centros para idosos estão demonstrando uma das formas mais benéficas de fortalecer os laços sociais. A vila de Frome, no Reino Unido, reduziu drasticamente os atendimentos hospitalares de emergência graças a uma rede de apoio promovida pelo município, onde grupos comunitários e voluntários geram espaços de convivência com pessoas solitárias (principalmente idosos).

 

Daniel Barros

ENTREVISTA – DANIEL BARROS

Especialista em terapia do riso, Daniel Barros, fala sobre o procedimento e os benefícios de rir para a vida.

O que é a terapia do riso?

É uma técnica que permite as pessoas se conectarem por meio do humor e do jogo. Nessas atividades nós dançamos, cantamos, representamos, sempre focados no riso como um instrumento para socialização.

Como o riso ajuda a ser mais feliz?

O riso é uma dança corporal. Quando você ri, você move mais de 400 músculos, libera endorfina e relaxando. É uma linguagem que cria sinergia em um grupo de pessoas, permitindo que você se apresente diante dos outros naturalmente, sem muita rigidez. Nesse sentido, o riso é transgressivo e permite que você preencha o ambiente com luz.

O que as pessoas aprendem nessas oficinas?

Elas melhoram seu desempenho frente aos outros. Humor acompanhado do riso promove a mudança e reduz a frustração que muitas vezes temos de nossas próprias limitações. Rir também ajuda a enfrentar melhor os problemas, porque a vida é cheia de complicações, com mais humor podemos olhar de um outro ângulo.


Por que às vezes é difícil rir?

Uma pessoa que é boa em rir é vista como socialmente imatura, descomprometida, mas isso é um erro, porque as pessoas que são capazes de rir são frequentemente mais competentes e têm mais ferramentas para enfrentar certas situações.  

 

Por: Metro Internacional

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS