Lifestyle Bem Estar
11/01/2017 Redação 8 fatos científicos que todo mundo precisa saber sobre seios
Redação
Redação

Provavelmente desde os anos antes de cristo, os seios são uma parte bastante admirada do corpo feminino, e quase sempre são temas de inúmeras discussões do ponto de vista médico, estético e “das ruas”. Mas por se tratar de um assunto, digamos assim, polêmico para algumas pessoas, falar sobre os seios pode ser difícil, mas vocês sabem muito bem que isso não passa de uma grande besteira.

Tendo isso em mente, nós resolvemos ir atrás de alguns fatos curiosos sobre seios que tanto homens quanto mulheres precisam ficar sabendo, fatos científicos que podem ser úteis para o resto da vida de vocês. Então, caros amigos, confiram agora a nossa matéria com os 8 fatos científicos que todo mundo precisa saber sobre seios:

1 – Geralmente, o seio esquerdo costuma ser maior

3

A maioria das mulheres tem os seios assimétricos, e na maioria dos casos o esquerdo é um pouco maior do que o direito. Essa diferença não costuma ser percebida facilmente, mas o fato é que um seio nunca tem o mesmo tamanho que o outro.

2 – O peso dos seios varia entre as mulheres

mulheres

Vocês já pararam para imaginar qual o peso de um seio? E dos dois juntos? Algumas mulheres tem seios mais avantajados, outros tem seios menores, e isso faz com que o peso deles varie muito. Algumas mulheres tem seios que podem chegar a pesar 300 a 400 gramas e outras tem seios que podem chegar a pesar 1 kg, o que pode gerar dores nas costas e coisas do tipo.

3– Desenvolvimento completo da mama só acontece após a amamentação

1

Antes da mulher ser mãe e amamentar uma criança, os seios são considerados jovens e independentes da sua idade. Isso ocorre porque o desenvolvimento completo dos seios só acontece quando ela engravida e desenvolve os glóbulos mamários.

4 – Os seios podem levar uma mulher ao orgasmo

2

Sim, caros amigos e amigas, é possível levar uma mulher ao orgasmo apenas acariciando seus seios. Por incrível que pareça, os seios também são zonas erógenas, e por serem repletos de terminações nervosas, tocar os seios de uma mulher pode provocar sensações incríveis. Sendo assim, na hora de ter relações sexuais, nunca esqueça dos seios.

5 – O hábito de fumar pode afetar a vascularização da pele da mama

1

O hábito de fumar pode afetar a circulação sanguínea nos seios, provocando dificuldade de cicatrização na região, em caso de cirurgias, por exemplo. Porém, é mito afirmar que o cigarro ataca o colágeno e provoca a flacidez nos seios, pois, ao contrário do que todo mundo pensa, nos seios não há colágenos.

6 – Dores nas mamas pode ser problema na coluna cervical

2

Muitas mulheres reclamam de dores nas mamas, mas poucas sabem que isso pode ser apenas um problema na coluna cervical. A coluna inflama,a dor é irradiada para o tórax e a mulher sente dor. Para solucionar esse problema, é preciso fazer alongamento, yoga e tomar anti-inflamatório.

7 – Gordura pode deixar os seios flácidos

4

Engordar muito e amamentar são coisas que causam a flacidez dos seios. Isso acontece porque, quando a mulher amamenta, acontece um gasto do tecido, já quando há gordura nos peitos, a mama não suportam e quanto mais gordura, mais flácidos os seios ficam. Sendo assim, seios também engordam, e quanto mais gordura uma mulher tiver, maiores serão os seios.

8 – É preciso fazer um auto-exame depois da menstruação

3

Logo após menstruar, as mulheres devem fazer o autoexame em seus seios fora do período menstrual. É indicado fazer logo depois de menstruar, pois é nesse período em que a mama não está inchada. Então, caras leitoras, a dica da Fatos Desconhecidos é para que vocês nunca se esqueçam de fazer o autoexame após menstruar.

 

Via: Fatos Desconhecidos

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS