Destaque Mundo
00/00/0000 A adolescente e o destilado monstruoso

Uma adolescente morreu após ingerir uma bebida destilada com teor de alcoólico de 95%em sua festa de aniversário de 18 anos. A jovem australiana Nicole Bicknell desabou depois de beber apenas alguns goles da bebida Polmos Spirytus Rektyfikowany. Sua família, de coração partido, já pediu uma proibição total de venda da bebida na Austrália.

De acordo com testemunhas, Nicole havia provado algumas bebidas durante a festa, embora em pouca quantidade, antes de ter aceitado um pequeno copo do destilado. Ela morreu algumas horas depois. Sua família irá esperar algumas semanas para que saiba a causa oficial da morte, ainda a ser confirmada. Mas todos acreditam que a Polmos Spirytus seja a culpada. A Associação Médica Australiana já havia pedido pelo banimento da mesma bebida há dois anos, sem sucesso.

\"Nicole-Bicknell\"
Nicole, da cidade de Perth, na Austrália ocidental, raramente bebia álcool e queria se tornar uma policial como seu pai e seu avô.

Uma garrafa de 500ml de Spirytus Rektyfikowany contém o equivalente a 38 doses normais de vodka. Isso é mais que o dobro da quantidade potencialmente letal de álcool reconhecida para um adulto médio. A bebida foi descrita como “um etanol fortemente concentrado” que deve ser utilizado em quantidades muito pequenas, como uma base para bebidas mistas.

Um porta-voz da Woolworths Liquor Group, responsável pela distribuição da bebida na Austrália, disse que a Spirytus Rektyfikowany havia sido retirada de venda de todas as lojas do país, mas que está disponível a partir de alguns sites de varejo independentes.

A família de Nicole disse que quer o destilado e qualquer outra bebida de altíssimo teor alcoólico proibidos em todo o país, e que batalhará por isso. “Eu não consigo ver por que algo tão forte é vendido em lojas de bebidas”, disse Kevin McLean, avô da vítima.

Fonte: The Mirror

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
AR YAPUANA | AR YAPUANA | Fármacia de Manipulação Gislaine | Pizza Á Bessa |