Destaque Atuais
02/10/2017 Redação A Singularity University, referência em inovação do Vale do Silício, fará parte de programa da aceleradora AMA no Brasil O programa de aceleração criado pela água AMA e a Yunus Negócios Sociais, que busca negócios sociais que tenham soluções para ajudar a resolver o problema de acesso à água no mundo, terá um módulo sobre tecnologia ministrado pela conceituada universidade americana

A Singularity University, uma das instituições de ensino mais conceituadas na área de tecnologia e inovação, ministrará um módulo especial da “Aceleradora AMA – Inovação para Acesso à Água” no Brasil. O programa busca empreendedores de todo o mundo que tenham uma solução inovadora para combater a escassez hídrica e foi lançado pela água mineral AMA, da Ambev, que destina 100% do lucro a projetos de acesso a água no semiárido. 

 

Fundada no Vale do Silício em parceria com a NASA, o Google e o MIT, a Singularity University será responsável pelo conteúdo de tecnologia, em que apoiará os empreendedores selecionados a entenderem como a tecnologia exponencial pode ser aplicada nos seus negócios para aumentar os impactos gerados.

As inscrições podem ser feitas no site http://bit.ly/aceleradoraama até o dia 06 de outubro. As empresas serão avaliadas quanto à replicabilidade de seus projetos em comunidades que a AMA já beneficiou, como Jaguaruana, Aiuaba e Capistrano, no Ceará. Outros critérios incluem: solução já testada ou prototipada; potencial de impacto socioambiental; previsão de sustentabilidade financeira; e time de empreendedores envolvidos.

Além do conteúdo ministrado pela Singularity University, de outubro a janeiro de 2018, os empreendedores selecionados terão a mentoria de profissionais especializados, de acordo com as necessidades de cada negócio. A Yunus Negócios Sociais, com vasta experiência nacional e internacional em aceleração de negócios, será a responsável pelo planejamento e condução dos treinamentos, mentorias e workshops. Os empreendedores também conhecerão realidade e o problema da falta de água no semiárido durante uma imersão em uma comunidade da região.

Ao final da aceleração, negócios poderão ser selecionados para receber investimento financeiro para viabilizar seu modelo de negócios. O valor investido é parte do lucro das vendas de AMA.

“Esta é uma excelente oportunidade para que empreendedores possam trocar experiências e ganhar conhecimento de uma das instituições mais respeitadas no campo da tecnologia e inovação. E é isso o que buscamos com AMA. Queremos encontrar empreendedores com soluções inovadoras que ajudem a levar água de forma simples e barata para mais e mais pessoas na região mais seca do país. Vamos potencializar a resolução de um problema com tecnologia e criatividade”, afirma Carla Crippa, diretora de sustentabilidade da Ambev.

Serão selecionados até cinco empreendedores para participar do programa de aceleração e os negócios escolhidos serão anunciados em outubro.

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS