Destaque Curiosidades
01/06/2020 g1 Alimentos Afrodisíacos: Saiba quais realmente funcionam Muito se fala sobre os afrodisíacos, mas é possível obter resultados reais? Quais alimentos realmente funcionam? Saiba tudo sobre o assunto!

Você sabe por que esses alimentos recebem o nome de afrodisíacos? O nome deriva da deusa grega Afrodite, que é uma divindade do amor e da beleza em seus diferentes aspectos. Denomina-se afrodisíaco qualquer elemento com propriedades estimulantes sexuais – o que é o caso de fármacos, objetos, alimentos e condutas – por motivos culturais ou de analogia que promovem o aumento da dopamina, um neurotransmissor motivador do desejo sexual.

Mesmo a ciência não comprovando ou negando se são verdadeiras as ações desses alimentos, uma parcela de pessoas que desfrutam dos seus benefícios creem que eles realmente funcionam e causam o efeito desejado.

Dito isso, alguns alimentos denominados “afrodisíacos” podem auxiliar em melhorias para a vida sexual, de maneira que eleva o fluxo sanguíneo nos órgãos genitais e aguça propriamente alguns hormônios sexuais, em particular a Testosterona.

Porém, tudo depende também da nossa fantasia e imaginação, pois o maior afrodisíaco que existe está na nossa mente. A emoção que colocamos naquilo que planejamos, como um jantar à luz de velas ou um passeio romântico, com certeza vai influenciar em um clima prazeroso para a relação sexual. Tudo depende de um conjunto de fatores físicos, psicológicos e sociais.

falta de libido é um dos inúmeros fatores que fazem com que, frequentemente, homens e mulheres busquem cada vez mais por esses alimentos afrodisíacos. Essa procura deriva principalmente da perda de nutrientes no corpo, mas também ocorre por diferentes razões, como o estresse, o uso de medicamentos orais, disfunções hormonais e algumas doenças como depressão e diabetes. A falta de desejo sexual afeta diretamente a qualidade de vida da mulher.

 

Outro fator é a Disfunção Erétil, que consiste em uma dificuldade para iniciar ou manter uma ereção, podendo ser consequência de uma doença vascular. Claro que para ter um diagnóstico mais preciso é necessário consultar um médico especialista, mas para quem procura um meio natural, o uso de alimentos afrodisíacos é uma boa alternativa.

A seguir, confira uma lista com os melhores alimentos afrodisíacos que podem fazer parte da sua dieta.

 

  • Ginseng – Ele atua promovendo a ereção do pênis e o aumento do desejo através da liberação de Óxido Nítrico (NO) e de Guanosina Monofosfato.
  • Maca Peruana – Meio descoberto em 2010, identifica que alguns de seus componentes como a Vitamina C e Niacina contribuem para a melhora da libido e do desempenho. Segundo pesquisadores pela revista CNS Neuroscience&Therapeutics, a Maca Peruana pode agir amenizando a disfunção sexual causada pelo uso de medicamentos em tratamento contra a depressão.
  • Tribulus Terrestris – O Tribulus age como um fortalecedor da libido, estimulando o progresso na produção de Testosterona, que é um hormônio essencial para a libido masculina. Isso ocorre por meio de Saponinas Esteroidais, que contribuem para o aumento de ritmo em diversas atividades físicas e também no desempenho sexual.
  • Ginkgo Biloba – A Ginkgo Biloba promove a formação de Óxido Nítrico, um elemento vasodilatador que melhora o fluxo sanguíneo e contribui para o aumento da libido.
  • Amendoim – É um alimento fonte de Argilina, um aminoácido que promove o Óxido Nítrico, contendo também Vitamina E. Sendo assim, aumenta a produção de fluxo sanguíneo nos órgãos genitais, progredindo a libido. A presença de Niacina e Vitamina do complexo B contém atuação vasodilatadora; já as de Oleaginosas, que são ricas em Ômega 3 e antioxidantes, colaboram para aumentar a circulação e a lubrificação das mucosas.
  • Catuaba – As casas da Thichilia Carigua apresentam efeito de vaso dilatação e promovem a redução da receptação de neurotransmissores dos neurônios, especificamente a Serotonina e a Dopamina. Esses neurônios agem como antidepressivos e estimulantes físicos. Essas ações se mostram vantajosas para os idosos com disfunção erétil, distúrbios vasculares genitais ou depressão leve.
  • Vinho Tinto – Dizem que mulheres que bebem duas taças de vinho por dia têm a libido mais aflorada. Isso ocorre por elevar o nível de estrogênio. Rico em Polifenóis, o vinho tinto é capaz de ampliar a circulação sanguínea.
  • Ostras – Por conter uma grande quantidade de Zinco, a ostra é responsável pela regularização da Testosterona e diminuição da Prolactina, um hormônio relacionado à impotência sexual.
  • Chocolate – O cacau como seu principal ingrediente libera Seratonina, uma substância que causa prazer; a Feniletilalanina que ocasiona o sentimento da atração; a Teobromina que ativa o sistema nervoso; e a Alcaloide, um estimulante que provoca mais energia e libido. Todas juntas proporcionam abundantes benefícios em prol do desejo sexual.
  • Morango – Pode ser usado em preliminares por promover a melhora do fluxo sanguíneo e aumento da lubrificação vaginal. Isso ocorre porque a fruta é rica em Vitamina C e Potássio.
  • Pimenta – Ela estimula o metabolismo e causa uma maior excitação durante a relação, a expressão “apimentar a relação” é derivada dela por causar uma sensação de vivacidade que aquece o corpo e aumenta a circulação do sangue.
  • Canela – Possui efeitos semelhantes ao da testosterona, o que contribui para o desempenho sexual masculino, promovendo o apetite sexual e a ereção.
  • Abacate – Auxilia na produção de hormônio masculino e regula os hormônios da tireóide nas mulheres. A Vitamina E presente na fruta também melhora as funções dos órgãos femininos.
  • Banana – Fonte de excelentes nutrientes como vitaminas do complexo B6, a banana fornece Ômega 3, Enzima Bromeliade e Potássio, o que estimula a produção de Serotonina, que garante o aumento da libido masculina.
  • Mel – Responsável pela metabolização do hormônio sexual feminino por conter um mineral chamado Boro – rico em vitaminas do complexo B essenciais para a testosterona. A expressão “lua de mel” foi criada porque, visando ter uma sensação sexualmente prazerosa após a cerimônia, antigamente os casais seguiam a tradição de tomar doses diárias de mel no mês que antecedia o casamento. Definitivamente, o mel é considerado um dos alimentos mais eficazes para manter uma relação sexual saudável.

 

 

Fica um alerta sobre o álcool nessa questão: ele tanto contribui quanto prejudica o desempenho sexual. O álcool é capaz de aumentar a excitação, mas também pode causar problemas de ereção. A bebida provoca o desejo, pois a pessoa que a consome se sente mais desinibida, mas logo em seguida da euforia surge uma redução no humor, o que pode coibir a atuação sexual. Se ocorrido frequentemente, isso pode acarretar sérios problemas, como a disfunção erétil.

Os melhores alimentos para indicar uma ótima evolução na vida sexual do casal são os que contêm vitaminas e minerais, como o Zinco, Selênio e a Vitamina E. Os campeões nesse quesito são os frutos do mar. Todos os alimentos afrodisíacos citados servem para revigorar a vida sexual e despertar um clima mais “picante” entre o casal. Resumidamente, eles são responsáveis por equilibrar os hormônios, acelerar a libido, a testosterona e o fluxo sanguíneo, manter uma ereção firme e prolongada, aumentar a lubrificação feminina e masculina, entre outros benefícios.

Embora os afrodisíacos sejam alimentos perfeitos para contribuir o aperfeiçoamento da vida sexual feminina e masculina, alguns alimentos possuem altas quantidades de calorias que podem acarretar no aumento de peso. Sendo assim, não devem ser consumidos diariamente, como o chocolate. Já outros exemplos, como a banana e o abacate, são ideais para incluir em sua rotina diária de alimentação, tanto para a questão afrodisíaca quanto pela riqueza em vitaminas e minerais. Uma boa alimentação pode ser a chave para um ótimo apetite sexual!

Em suma, a moderação é essencial sobre qualquer coisa, inclusive quando o assunto é comida. É indicado usar mais de um ingrediente em uma preparação, mas é preciso ter cuidado com excessos. É importante que o prato tenha uma boa aparência para que possa aguçar os cinco sentidos.

Além disso, é sempre bom considerar que cada organismo funciona de um jeito. Em alguns organismos, a ação é intensa e imediata; já em outros, não. O indicado é que você experimente a maioria dos alimentos afrodisíacos e constate qual se encaixa melhor para o seu tipo de metabolismo.

 

 
 
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
AR YAPUANA | AR YAPUANA | Fármacia de Manipulação Gislaine | Pizza Á Bessa |