Destaque Mundo
26/02/2018 Redação Após denúncias de abuso, produtora de Harvey Weinstein anuncia processo de falência

A ‘The Weinstein Company’ – co-fundada pelo antes poderoso produtor de Hollywood Harvey Weinstein – anunciou neste domingo (25) que abrirá seu processo de falência. Em crise desde outubro, quando denúncias de estupro, assédio e abuso sexual eclodiram contra o executivo, a empresa teve sua venda barrada pela justiça.

Segundo reportagem publicada hoje (26) pelo ‘The New York Times’, a produtora de cinema e TV vinha negociando com um grupo liderado por Maria Contreras-Sweet, uma funcionária do governo do ex-presidente Barack Obama. Eles haviam oferecido pagar cerca de US $ 275 milhões pela Weinstein Company, além de uma suposição de US $ 225 milhões em dívidas. A venda estava prestes a ser concluída quando Eric T. Schneiderman, procurador-geral de Nova York entrou com um processo contra a produtora em 11 de fevereiro, alegando negligência em relação aos casos de assédio e agressão sexual.

Os irmãos Bob e Harvey Weinstein, co-fundadores da produtora.

Com a operação bloqueada judicialmente, o conselho da Weinstein Company – um grupo de três membros que inclui o co-fundador Bob Weinstein – não encontrou outra saída a não ser anunciar o processo de falência. “Embora reconheçamos que este seja um resultado extremamente infeliz para nossos funcionários, nossos credores e quaisquer vítimas, o conselho não tem escolha. Nos próximos dias, a empresa preparará seu processo de falência com o objetivo de alcançar o máximo de valor no tribunal“, declarou a empresa, em comunicado enviado ao “The New York Times”.

Produtor de filmes premiados como “O Artista” e  “O Discurso do Rei”, Harvey foi acusado por mais de 50 mulheres, segundo a CNN, de assédio, abuso ou estupro. Angelina Jolie; Ashley Judd; Gwyneth Paltrow; Uma Thurman; Cara Delevingne e Lena Headley foram algumas das estrelas que alegaram ter sofrido nas mãos do produtor. Weinstein, no entanto, negou repetidamente, através de um porta-voz, “quaisquer alegações de sexo não consensual” e afirmou “que nunca houve atos de retaliação contra qualquer mulher por recusar suas investidas“.

 

Via: Hugo Gloss

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
beylikdüzü evden eve nakliyat sarıyer evden eve nakliyat ataköy evden eve nakliyat şişli evden eve nakliyat