Destaque Bizarro
22/05/2018 Redação As 12 manchetes mais confusas (e engraçadas) da história do jornalismo brasileiro
Redação
Redação

O jornalismo brasileiro dá um show na hora de informar a população e engana-se quem acha que a especialidade da mídia nacional é dizer quando um famoso estaciona seu carro no Leblon (o que foi numa quinta-feira, a propósito).

Separamos as 12 melhores (ou seriam piores?) manchetes e chamadas que já circularam por nossas televisões e jornais e que nos deixaram, digamos, meio confusos. Não, não. Muito confusos!

01

“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez”

02

50% de chance de subir e 50% de chance de cair.

03

Se organizar direitinho…

04

Os mortos não mentem (mas também não falam).

05

Esse, por mais recente que seja, já se tornou um clássico do jornalismo nacional. Estamos desde 2014 tentando decifrar essa manchete mas, a cada tentativa, surge um novo sujeito.

06

Meu Jesus amado. Sem trocadilho.

07

O bom é que depois de roubar, não precisaram mais fingir ser ladrões.

08

Será que o filho era o próprio pai que era irmão gêmeo do próprio homem que não é o pai biológico do verdadeiro filh… Ah, gente, vocês que se resolvam aí.

09

A definição de paz pra uns pode não ser a definição de paz para outros, né? Quem somos nós para julgar?

10

O namorado hétero do irmão gay não seria um namorado gay? Jamais saberemos.

11

Às vezes é preciso se perder para se encontrar.

12

Afff, eu ODEIO quando isso acontece.

@rodpocket

 
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS