Destaque Mundo
05/10/2017 Redação Ator de “Glee”, Mark Salling assume culpa em caso de pornografia infantil
Redação

Nesta quarta-feira (04), Mark Salling, que viveu o “Puck” (Noah Puckerman) na série “Glee”, se declarou culpado pela posse de pornografia infantil e, como parte de seu acordo judicial, concordou em cumprir de 4 a 7 anos de prisão, segundo documentos obtidos pelo site The Blast. [Via People]

No acordo, Salling também concordou em se declarar como um agressor sexual e não poderá ter nenhum tipo de comunicação com pessoas com menos de 18 anos (a menos que na presença de um dos pais ou responsável legal). Após cumprir seu período na prisão, o ator ainda passará 20 anos sob supervisão e deverá se manter a uma distância mínima de 100 metros de pátios escolares, parques, piscinas públicas, playgrounds e instalações de videoconferência. Ele ainda foi obrigado a pagar US$ 50 mil em restituição a cada vítima que solicitou indenização.

Em junho de 2016, ele depôs em Los Angeles pelo crime de pornografia infantil e chegou a se declarar inocente. (Foto: Getty)

Em junho de 2016, ele depôs em Los Angeles pelo crime de pornografia infantil e chegou a se declarar inocente. (Foto: Getty)

Em 2015, ele já havia sido preso pelo mesmo crime. Na época, o TMZ reportou que o Departamento de Crimes Cibernéticos contra Crianças, da polícia de Los Angeles, obteve um mandado de busca e apreensão e encontrou no computador do ator milhares de imagens com conteúdo pornográfico infantil. Ainda segundo os documentos, Salling usou um software para mascarar seu endereço IP, mas mostrou o conteúdo pornográfico para uma mulher, em pelo menos duas ocasiões, e ela acabou o denunciando. Na busca, foram encontradas mais de 50 mil imagens e vídeos de pornografia infantil em seu laptop e outras 4 mil imagens em uma unidade externa.

E essa não é a única denúncia contra o ator. Em 2013, ele já havia sido processado por uma ex-namorada que o acusou de agredi-la sexualmente e de forçá-la a transar sem camisinha. E em 2016, uma mulher de 22 anos, que teria namorado com ele quatro anos antes, o acusou de estupro. Misericórdia, que horror!

 

Via: Hugo Gloss

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS