Destaque Atuais
23/01/2020 Brasília é o quarto destino mais buscado por brasileiros Com boa projeção no setor turístico, Capital terá um ano agitado no aeroporto de acordo com a Inframerica

O turismo de Brasília ganha mais força a cada ano. Segundo levantamento divulgado pelo Google, a cidade está em quarto lugar no ranking dos destinos mais procurados entre os brasileiros para 2020. Global, a pesquisa situa a Capital Federal atrás apenas de Londres (primeiro lugar), Rio de Janeiro (segundo) e São Paulo (terceiro). Para chegar ao resultado, a empresa utilizou a ferramenta Google Travel e considerou as reservas feitas ao longo de 2019 para este ano.

“O posicionamento de Brasília na pesquisa demonstra que o potencial que a nossa cidade tem para o turismo está sendo melhor explorado”, avalia a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça. “Para 2020, a Setur e o GDF preparam uma série de ações que visam estruturar e valorizar o turismo na cidade, buscando parcerias com a rede hoteleira, companhias aéreas e também dando mais visibilidade às atrações turísticas de Brasília, que são inúmeras.”

Boas perspectivas

A estimativa da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis é que a ocupação média da rede hoteleira seja 8% maior em 2020, em comparação aos dois anos anteriores. Em 2019, a média anual de ocupação foi de 58,7%. A receita com as diárias de hotel movimentou mais de R$ 272 milhões.

A expectativa é que o ano seja movimentado também no aeroporto. De acordo com dados da Inframerica, administradora do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, somente neste mês, mais de 1,5 milhão de pessoas devem passar pelo aeroporto.  Para atender à demanda, as companhias aéreas incluíram 554 voos extras.

Em 2019, o Aeroporto de Brasília registrou aumento significativo no número de passageiros de voos internacionais. O fluxo foi de cerca de 617 mil passageiros, o que representou um crescimento de 18,8% na movimentação internacional. A quantidade de aeronaves que fizeram as rotas para o exterior também aumentou: foram 4.796 pousos e decolagens, resultando em um trânsito 35,2% maior que no ano passado.

Novas rotas

O reflexo desse crescimento foi a entrada dos novos voos internacionais, no fim de 2018, para Miami (EUA), Orlando (EUA) e Buenos Aires (Argentina); e, em 2019, para Cancún (México), Lima (Peru) e Santiago (Chile). Em dezembro, Assunção (Paraguai) também passou a fazer parte das rotas internacionais de Brasília. Os destinos impulsionaram o acréscimo no fluxo.

A política de incentivo fiscal para o mercado de aviação civil na capital federal é um importante aliado no aumento de voos internacionais. O Aeroporto de Brasília tem maior desconto no ICMS que incide sobre o querosene de aviação em seus voos nacionais. O benefício é componente fundamental na estratégia de atração de novas rotas.

“Estamos a um voo de distância de qualquer lugar do Brasil, já que nos encontramos conectados diretamente com os 26 estados brasileiros”, destaca o diretor de negócios aéreos da Inframerica, Roberto Luiz. “Esta facilidade é a oportunidade perfeita para que os brasileiros visitem a capital federal. O Aeroporto de Brasília é a porta de entrada da cidade, então nos preocupamos em oferecer a melhor experiência ainda no terminal aéreo. Quem visitar Brasília em 2020 encontrará muitas novidades, principalmente na área comercial.”

 

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
Gislaine | Pizza Á Bessa | AR YAPUANA | AR YAPUANA | Fármacia de Manipulação