Cultura Cinema
08/03/2018 Redação Cine Cleo no Dia Internacional da Mulher Cineclube criado por brasilienses clama pela valorização da mulher no mercado cinematográfico e apresenta sessão Inspeções Midiáticas, na próxima quinta-feira (08/03)

Março chegou. Junto com o mês, chegou também o momento de homenagear o Dia Internacional da Mulher (08.03). E nada melhor do que elas para falar do gênero. Em Brasília, um grupo de 10 mulheres se reuniu e deu origem a um projeto cinematográfico original.  O cineclube Cine Cleo tem ocupado a Faculdade de Artes Dulcina de Moraes (Eixo Monumental) com produções realizadas por diretoras, roteiristas, produtoras, técnicas, pesquisadoras na área audiovisual. Todas, expoentes do mercado cinematográfico brasileiro. 

Realizado desde outubro de 2017, o projeto acontece quinzenalmente, sempre às quintas-feiras, às 19h, na sala 307 da faculdade. Agora, no Dia da Mulher, elas voltam para clamar pelo direito das mulheres, seja dentro do mercado cinematográfico, seja em outros ramos profissionais. As mulheres do Cine Cleo promovem uma reflexão nesta próxima quinta-feira (08 /03), também às 19h, na sessão Inspeções Midiáticas.  Na programação especial serão exibidos os filmes Cores e Botas, de Juliana Vicente; Câmara de Espelhos, de Dea Ferraz; e Autópsia, de Mariana Barreiros.

“Escolhemos, desta vez, uma sessão que revela como a mulher é retratada pela mídia. Temos, por exemplo, um filme que mostra uma criança negra vendo as Paquitas (da Xuxa) e querendo ser uma Paquita. Temos outra produção mais experimental que é uma colagem de vários filmes com cenas em que mulheres são destratadas. Nossa ideia é colocar a mulher em foco e conscientizar o público”, destaca uma das curadoras do Cine Cleo, Glênis Cardoso.

O Cine Cleo homenageia Cleo de Verberena (1909- 1972), a primeira mulher brasileira a dirigir um longa-metragem no país, O Mistério do Dominó Preto, em 1930.  O projeto é uma realização da Secretaria de Cultura do Distrito Federal com o patrocínio do FAC – Fundo de Apoio à Cultura. O cineclube faz ainda parceria com o projeto Verberenas, site colaborativo de críticas de cinema escritas por mulheres realizadoras audiovisuais. O projeto nasceu em 2015, dentro da Universidade de Brasília. 

Dia delas, reflexão delas

O Cine Cleo chega a sua 8ª sessão com mais um tema reflexivo. Pela Faculdade Dulcina já foram debatidas as temáticas Tradições e Rupturas, Espelhamento, Velhice e Seus Afetos, Fronteiras de Mim, Ruídos no Deslocamento,  Maternidade  e Exílios. Agora, é a vez do tema Inspeções Midiáticas.

Para dar a largada no intensivão cinematográfico (são sempre exibidos dois curtas e um longa-metragem), o curta-metragem Cores e Botas, de Juliana Vicente, tem em foco Joana, uma menina que sonha ser Paquita. Sua família é bem-sucedida e a apoia em seu sonho. Porém, Joana é negra, e nunca se viu uma Paquita negra no programa da Xuxa.

Na sequência, temos um curta de inspeção. Autópsia, de Mariana Barreiros,  investiga como a cultura e a mídia são responsáveis pela objetificação e desumanização da mulher, ressaltando a violência contra a mesma. O filme já foi premiado em uma série de festivais como melhor produção experimental.

Para encerrar o dia, o longa-metragem Câmara de Espelhos, de Dea Ferraz,  se passa dentro de uma sala de estar construída em uma caixa preta. Nesta sala, vários homens se colocam diante de um espelho social. O que eles dizem da imagem feminina que se apresenta? E as mulheres? Onde estão? Dentro, fora ou no limite da caixa?

Ao final da sessão, as realizadoras do cineclube vão conduzir um debate e parabenizar as mulheres. 

Ficha técnica

Curadoria: Amanda Devulsky, Erika Bauer, Glênis Cardoso, Isabelle Araújo

Produção executiva: Natália Pires

Direção de produção: Natália Pires

Produção técnica: Mari Mira e Janaína Montalvão

Design e assessoria de comunicação: Flora Egécia (Estúdio Cajuína) Bianca Novais (Estúdio Cajuína)

Assessoria de imprensa: Baú Comunicação Integrada

Social media: Tainá Seixas 

Serviço

Cine Cleo (Cineclube das mulheres)

Dia 8 de março (quinta-feira), às 19h.

Em cartaz até agosto de 2018, quinzenalmente, sempre às quintas-feiras, às 19h.

Local: Na sala 307 da Faculdade Dulcina de Moraes - Conic (SDS)

Entrada franca

Informações: www.facebook.com/cinecleo/

Não recomendado para menores de 16 anos

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS