Lifestyle Viagens
16/07/2020 Redação Com destinos reabertos, ecoturismo é a opção mais segura para viajar agora? Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, um dos locais reabertos para ecoturismo no Brasil
Redação
Redação

Muito espaço ao ar livre e poucas aglomerações. Estas são duas das principais características de destinos brasileiros de ecoturismo que foram reabertos recentemente para o público, após passarem meses fechados por causa da pandemia de coronavírus. Entre estes locais estão o Parque Nacional de Aparados da Serra (RS), o Parque Nacional de Brasília (DF) e o Parque Nacional da Tijuca (RJ), que oferecem, em seus milhares de hectares, contato abundante com a natureza. 

Para Gabrielle Monteiro, gerente de marketing da Pisa Trekking, as jornadas para locais remotos de natureza são uma das maneiras mais seguras de viajar no cenário póspandemia. "Nestes destinos, a maioria das atividades é praticada ao ar livre, as aglomerações são facilmente evitadas e os meios de hospedagem costumam ser pequenos, com baixo fluxo de pessoas e com um controle de higiene mais fácil", relata ela.

 

O que muda nas viagens de ecoturismo

Hotéis e pousadas que estejam comprometidos com as regras determinadas pela Organização Mundial da Saúde. O uso de máscaras e constante higienização das mãos também são regras. Já a Abreu afirma que está oferecendo mais opções de traslado privativo para destinos que atende no país. Cuidados dos parques nacionais Neste momento, entre os destinos ecoturísticos brasileiros reabertos estão o Parque Nacional de Aparados da Serra (RS), o Parque Nacional da Serra Geral (RS), o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (MA), o Parque Nacional de Brasília (DF) e o Parque Nacional da Tijuca (RJ).

 

Biodiversidade (ICMBio, vinculado ao ministério do Meio Ambiente), com o objetivo de diminuir o risco de disseminação da covid-19. "Todas as unidades de conservação federais reabertas estão com redução da capacidade de público, de forma que a visitação possa ocorrer respeitando o espaçamento mínimo de dois metros entre as pessoas", informa o ICMBio. Além disso, os turistas terão que usar máscara durante todo o período em que estiverem no interior dos parques. Os transportes terrestres e aquaviários de visitantes, por sua vez, deverão priorizar a ventilação natural (e irão passar por um processo de desinfecção ao final de cada viagem).

 

Os visitantes não terão acesso aos mirantes do parque e a espaços de alimentação compartilhados, como áreas de piquenique e churrasco. Também está proibida a realização de confraternizações e de eventos nas áreas abertas. A área que dá acesso ao platô do Corcovado, onde está localizada a estátua do Cristo Redentor, não será aberta neste momento. Para as últimas notícias sobre o processo de reabertura de grandes parques nacionais brasileiros, acesse: www.icmbio.gov.br/portal/ultimas-noticias/20-geral/

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
AR YAPUANA | AR YAPUANA | Fármacia de Manipulação Gislaine | Pizza Á Bessa |