Destaque Atuais
03/10/2017 Redação Com direito a book fotográfico, idosos comemoram 60 anos de casamento em RO Áurea e Abnério comemoraram em grande estilo as bodas de diamante em Nova União. Casal conta sobre o companheirismo na melhor idade.
Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução

Abnério Emerick, de 81 anos, e Áurea Lacerda, de 77 anos, comemoraram 60 anos de casamento em Nova União, município situado a cerca de 370 quilômetros de Porto Velho, em grande estilo com direito a um ensaio fotográfico de 'pombinhos'. O casal mineiro conta como é passar a ‘melhor idade’ juntos e comemorando as bodas de diamante. 

Casal contou ao G1 sobre sua trajetória (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução)

(Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução) 

O início da paixão 

Seu Abnério conta que os dois moravam na Zona Rural do mesmo município, Dom Cavati em Minas Gerais. A distância da casa dele até a casa dela era de cerca de 5 quilômetros. Porém, desde a infância, as famílias frequentavam a mesma igreja. E foi de culto em culto que o amor acabou surgindo entre os jovens.

"Morávamos bem próximos um do outro. Fomos criados na mesma igreja. Ali foi nossa infância e nos conhecemos, até que chegou o momento em que nos amamos”, relembra. 

Festa com toda família foi realizada em Nova União (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução)

Festa com toda família foi realizada em Nova União (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução)

Dona Áurea lembra do pedido de namoro do Abnério, ela estava com 17 anos e ele tinha 21. Segundo Abnério, o namoro daquela época era completamente diferente dos relacionamentos que acontecem hoje em dia. O marido relembra que até para conversar com a moça tínha que pedir permissão dos pais.

“Era um namoro meio que de longe. Sem carro, andávamos muito a pé, mas a gente andava um de lá e outro de cá. Os pais tinham mais rigor com as filhas e os rapazes tinham mais respeito pelas moças”, relembra. 

Os dois contaram os segredos de um casamento duradouro  (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução)

Os dois contaram os segredos de um casamento duradouro (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução)

Depois de um ano namorando, os dois decidiram que era o momento certo de se casarem. Pediram permissão aos pais e o casamento aconteceu no dia 20 de setembro no quintal da casa dos pais de dona Áurea. 

Alegrias e tristezas 

Áurea relembra que o primeiro momento marcante para o casal foi a chegada do primeiro filho, o Audézio. E esta alegria seguiu com os oito filhos seguintes. “Não há coisa mais marcante para o casal do que a chegada do filho e todos os meus nasceram em casa mesmo, de parto normal. E a alegria era a mesma sempre”, afirma. 

Um dos filhos, que é pastor, celebrou as bodas de diamante do casal (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução)

Um dos filhos, que é pastor, celebrou as bodas de diamante do casal (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução) 

Depois de um tempo as coisas começaram a apertar e o casal junto com os filhos decidiram vir para Rondônia com o sonho de uma vida melhor para a família. Após uma conversa com os filhos mais velhos, em agosto de 1983, parte da família mudou-se para o estado, deixando em Minas o filho mais velho já casado e o segundo filho, que estava estudando.

“Estava ficando complicada a criação deles, principalmente por causa dos estudos. Então conversamos com todos para virmos para uma terra nova. Foram oito dias de viagem em cima de um caminhão ‘pau de arara’ com muita dificuldade, mas alegria não faltava”, relembra. 

O amor sempre os manteve unidos, apesar das dificuldades (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução)

O amor sempre os manteve unidos, apesar das dificuldades (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução)

Mas a vida não foi apenas de momentos felizes. Dos noves filhos, infelizmente, dois homens morreram e, para o casal, sem dúvidas, estes foram os episódios mais tristes que tiveram na família.

“Meu segundo filho tinha ficado em Minas Gerais para estudar e morreu em um acidente em Belo Horizonte. Depois, outro filho morreu aqui em Rondônia em um acidente com tora de madeira. Foram os momentos mais difíceis que passamos, mas conseguimos superar”, conta. 

Dona Áurea conta que não fiquei nem um pouco envergonhada durante o ensaio fotográfico (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução)

Dona Áurea conta que não fiquei nem um pouco envergonhada durante o ensaio fotográfico (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução) 

As bodas e o ensaio fotográfico 

A família do casal cresceu muito. Os filhos deram aos dois 19 netos e três bisnetos. O casal conta que a festa de bodas já era uma ideia que eles tinham e que sonhavam em realizar. Mas a organização foi completamente feita pelos filhos.

Desta vez, quem celebrou a cerimônia religiosa das bodas foi um dos filhos do casal, que hoje é pastor. Também conseguiram reunir dois dos casais que foram padrinhos e madrinhas no casamento, há 60 anos.

Segundo eles, existe uma diferença muito grande entre o casamento e as bodas, pois agora eles têm a presença de filhos, netos e bisnetos e uma bagagem de 60 anos de convivência.

E para realizar o ensaio fotográfico, dona Áurea conta que não teve dificuldade. “Tudo que o fotógrafo pedia para gente fazer, a gente fazia. Se era beijo na testa, a gente dava, se era na boca, também. Não tivemos vergonha não, foi muito feliz”, conta Áurea. 

Casal comemora 60 anos (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução)

Casal comemora 60 anos (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução) 

A melhor idade 

Chegar à melhor idade e ter alguém para compartilhar o dia a dia, segundo o casal, faz toda a diferença. Mesmo com a família grande, eles sabem que cada filho, neto e bisneto, não podem estar o tempo inteiro com eles. Assim, a melhor coisa é ter um companheiro. 

“Isso é muito importante, graças a Deus que nós estamos unidos e temos esse companheirismo. Não gostamos de ficar separados, nem de dormir fora de casa, longe um do outro. Nossos filhos já têm seus compromissos e nós temos um ao outro”, agradece dona Áurea. 

Cerimônia foi oda organizada pelos filhos (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução)

Cerimônia foi oda organizada pelos filhos (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução) 

O segredo do casamento duradouro 

Depois de seis décadas juntos, Abnério considera que a esposa é sua metade. “Ela é uma auxiliadora, que me ajuda em tudo. E a ela, como minha mulher, sempre dei amor, apoio e aí sim, você consegue chegar a esses 60 anos de vida conjugal”, explica.

Dona Áurea também afirma que é necessário não apenas gostar da pessoa com quem vai se casar, também precisa olhar para a família dela e a convivência que você terá com todos.

“A família do companheiro também passa a ser sua. Às vezes a moça pensa que vai viver só com o rapaz que ela casar. Temos que olhar para família, pois a convivência será com todos”, explica. 

Pequenos gestos mantém o amor vivo (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução)

Pequenos gestos mantém o amor vivo (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução) 

Quando questionados sobre o segredo que levou o casal aos 60 anos de união, eles afirmam que esta é uma resposta muito complicada, explicam que os segredos estão escondidos no cotidiano dos casais e são descobertos a cada acontecimento. Dona Áurea afirma que o fortalecimento do amor acontece nos pequenos agrados.

“Na refeição, por exemplo, eu faço bastante o que ele gosta, como um franguinho caipira com quiabo e um 'anguzinho', bem mineiro. Ele também gosta muito de pudim”, conta. 

Pequenos gestos mantém o amor vivo (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução)

Pequenos gestos mantém o amor vivo (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução)

Para Abnério, perdão, compromisso, fidelidade e respeito mútuo, são coisas que precisam ser cultivadas diariamente pelo casal. Ele acredita que o grande diferencial da realidade dos casais de hoje, para muitos casais de antigamente, é a mentalidade de que o casamento não é um teste se vai ou não dar certo, mas é sim, para a vida toda.

“O casamento não é uma coisa para um dia. Nós temos que colocar isso em mente, que o casamento é para o resto da vida, para os dias que Deus conceder a nós”, afirma. 

Casal comemora 60 anos com book fotográfico (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução)

Casal comemora 60 anos com book fotográfico (Foto: Gabriel Rodrigues/Reprodução)

 

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS