Destaque Atuais
00/00/0000 Como pegar garotas (um guia das meninas para os meninos)

Se você passar muito tempo na internet, vai acabar achando que os jovens homens de hoje em dia se dividem em duas categorias: o mela-cueca hipersensível tentando encontrar o amor verdadeiro através de financiamento coletivo e aquele cara que acha que flertar significa tomar um porre e gritar ameaças de estupro por um cone de trânsito para as meninas na rua. Apesar desse cenário não ser 100% preciso, parece mesmo que tem caras demais adotando ou a fórmula do amor ou o Testosteronacomo modelo de sedução e, sinceramente, as duas abordagens são tão eróticas para nós quanto a ideia de ganhar umas dedadas do Homem Elefante dentro de uma jacuzzi.

Claro, sabemos que não são todos babacas. Mas a verdade é que os caras hoje em dia abandonaram o jogo da paquera. Encontrar uma mulher para um amorzinho gostoso não envolve enfiar um saco de estopa na cabeça dela e enfiá-la no porta-malas do carro. Também não envolve decorar umas cantadas péssimas de PUA e tentar fazer bullying para comer a menina. Não estamos pedindo nada Jane Austen. Só queremos ser cortejadas e queremos que vocês fiquem de boa.

Namorar na era pós-revistas masculinas é um campo minado jurídico, político e romântico, então aí vai um guia para ajudar você na difícil empreitada de chegar nas minas.

REDES SOCIAIS E APLICATIVOS DE PAQUERA
Não tente disfarçar como se você não tivesse passado todas as pausas para o banheiro deste mês vasculhando, sedento, as fotos de biquíni das meninas no Tinder. Sabemos que você não é \"novato\" nesse jogo do aplicativo de paquera, e as evidências não sugerem que você ache isso particularmente \"esquisito\". A única coisa esquisita são os 15 minutos que você acabou de gastar numa completa estranha na página do LinkedIn que você trombou no Happn. (Oi! Dá para ver quando você faz isso, viu!) Todos somos desesperados, superficiais e solitários, não vamos fingir que não.

Nunca se defina como \"entusiasta de Negroni\" ou \"fã de cervejas especiais\" na biografia. Bebidas não substituem personalidade. Você não precisa colocar sua altura, mas achar que as garotas não ligam para isso é ingenuidade, então poste uma foto de corpo inteiro com alguma escala, tipo uma placa de \"Você Precisa Ter Essa Altura Para Brincar\" de uma montanha-russa, uma porta ou – se você for muito pequenininho – uma moeda de 50 centavos ou um gato.

Considere os seguintes assuntos banidos do chat do Tinder: sua programação épica para o fim de semana, a ressaca sem dúvida épica que você vai ter como resultado disso; gêneros musicais, seu desempenho escolar, férias. Brincar assim com uma pessoa desconhecida é completamente desnecessário – basta chamar ela para sair. Já é 2015, metade do trabalho já está feito: não pegue um aplicativo criado com o único propósito de ajudar pessoas solitárias a fazerem sexo e use para forçar as meninas a ficarem numa conversinha de hamburgueiro geek. Se seu papo furado de Tinder ainda não saiu do \"quais seus planos para o verão\" ou o local exato do escritório dela, você fodeu a fita.

FALAR COM A GENTE NA VIDA REAL 
Muitos de vocês estão tão acostumados a copiar e colar \"tá acordada?\" para as 47 matches do Tinder que esqueceram como faz para conversar com a gente pessoalmente. Lembre-se, às vezes as meninas não querem ouvir cantadas – se estamos com cara de quem já passou a noite fora, por exemplo, ou em frente a uma clínica de aborto.

Tirando isso, não tem problema ser cortejada em qualquer lugar. Na verdade, por mais cética que seja a menina, é uma ideia muito agradável saber que alguém ainda quer nos comer quando estamos passando hidratante labial no nariz numa plataforma do metrô. É constrangedor, mas uma incompetência charmosa é o que rola mesmo para os caras quando os interesses sexuais estão em jogo. É preciso culhão para abordar uma menina em uma situação improvável. Garotas gostam bastante de culhões. Não de olhar para eles. Não mostre seus culhões. Não mande seus culhões por mensagem. Converse com a gente (sobre outras coisas que não sejam seus culhões e o tamanho deles).

\"\"

FESTAS EM CASA
Em um mundo ideal, nós, garotas solteiras, andaríamos com um frasco de lágrimas de solidão pendurado no pescoço, ou usaríamos a nossa solidão como um broche decorativo. Mas, infelizmente, você vai ter que passar pelo cansativo jogo de botão de papo furado que é descobrir se somos solteiras. Festas na casa das pessoas são particularmente complicadas por este motivo: tem uma boa chance de você estar tentando pegar uma menina sentado bem ao lado do namorado dela, na cama dele. Pode parecer conhecimento básico, mas a forma mais rápida de contornar isso é perguntar com quem ela veio.

Todo mundo sabe que festa em casa tende a ficar miada lá pelas quatro da manhã, mais ou menos na hora em que a última garrafa de Cinzano acaba e a moradora mais irritada começa a marchar de pantufa gritando de um lado para o outro. É a sua última chance de magnetizar aquelas meninas festeiras gostosas e perigosas que usam bracelete no antebraço, então é preciso ter alguma carta na manga. E não estamos falando de mais uma carreira – estamos falando de uma conta no Uber, uma garrafa de Glen\'s Vodka e (a promessa de) uma festa melhor. Se ela quiser trepar com você/estiver chapada o suficiente para acreditar que existe festa boa rolando às 4h da manhã, ela vai comprar a conversa fiada. Pessoas solteiras, apesar dos pesares, têm sempre um otimismo assombroso em relação à noite que as espera.

\"\"

BALADAS E BARES 
Por mais divertido que seja ir a festas em casa, depois que você já passou dos vinte e poucos anos, elas podem ficar meio sem graça. Isso é porque você já trepou sistematicamente com todo o seu grupo imediato de amigas (\"só para conferir\"). No entanto, você ainda pode chegar em pessoas em público, à moda antiga, e é aí que entram as baladas, os bares e fumódromos.

Tem gente que se conhece na pista de dança? Não tenho certeza, mas parece improvável. Se você, assim como muitas pessoas, não é muito bom de conversar através do balanço do corpo, talvez seja melhor só falar com ela no bar. Não desanime com a cara arredia dela, ou com o fato de ela estar de costas para você, tentando ser atendida há cinco minutos, e não querer parar de encarar o barman: sorria para ela. Apresente-se. Compre uma bebida. O feminismo pode ter matado o cavalheirismo, mas todo mundo continua curtindo coisa de graça.

Neste momento, como perceber se ela está a fim de você?

– Parece que as amigas estão um pouquinho irritadas com ela 
– Ela tentou tirar muito com a sua cara 
– Ela está fazendo o oposto de dilatar as narinas 
– Ela não falou \"merda\" nenhuma vez 
– Ela não está comendo cachorro-quente 
– Ela colocou a mão no seu braço (isso acontece mesmo) 

FUMÓDROMOS

Se você está determinado a encontrar o amor na vida real, o melhor lugar para começar uma conversa é no fumódromo. Todo mundo sabe que as melhores paqueras rolam quando vocês estão cercados no escuro como gado no abatedouro, então vai lá fumar. Se você não fuma, faz de conta. Ninguém nunca comeu as minas loucas bancando a babá de um monte de bolsa no cantinho da balada, comeu?

Filar cigarro das garotas não é jeito de entrar na conversa, mas – por mais triste que possa parecer – ter um isqueiro é. Lembra na escola que alguém uma vez disse que acender o cigarro de uma menina era tipo um terço de fazer sexo com ela? Bom, a pessoa estava certa. Se esse um terço no sentido figurado for uma ejaculação precoce no umbigo dela, no caso.

Não tem nada no mundo mais constrangedor que aquele momento de silêncio enquanto você tenta acender o cigarro da menina no vento, então passa os isqueiro para a gente. E não anda com Zippo, amigo; isso é cafona.

\"\"

DEIXE AS AMIGAS DELA ENCANTADAS
Se, no seu safári sexual, você conseguir isolar o maior búfalo da manada, é sensato não subestimar os instintos do grupo. A melhor amiga dela já te sacou e não tem medo de acabar com a sua raça, pelo motivo de que a festa do pijama que você tem em mente está fodendo com os planos dela de tomar brunch no dia seguinte. A luxúria descontrolada do seu pinto vai fazer faltar um ovo poché e ferrar o post do Instagramdela amanhã, e ela não vai deixar isso acontecer. Como pisar com cuidado no terreno das nossas amigas:

– Escolha uma de nós e não mude de foco 
Além do fato de que ninguém gosta de ficar de vela, você vai acabar não conseguindo fazer nada direito, repetindo as mesmas piadas de merda e repelindo todo mundo rapidinho. Além disso, não tente coagir ninguém a fazer um ménage; você não é o Dan Bilzerian, e sugerir para uma menina que você acabou de conhecer que pode ser divertido rolar pelada com você e uma amiga de infância não é (muito, muito obviamente) um bom jeito de fazer nenhuma delas gostar de você.

– Seja legal com as nossas amigas 
Podemos não querer que você flerte com as nossas amigas, mas queremos que elas gostem o suficiente de você para não encherem o nosso saco falando mal do nosso boys. Então, por favor, tente conversar com elas. Provavelmente é bom descobrir logo quem é a líder do grupo/está no comando e trazê-la para o seu lado, porque ela vai ser a mal-humorada que vai dizer: \"A Amanda está muito bêbada e agora temos todas que ir embora comprar batatinha para ela parar de chorar\". Ela vai ser aquela que esbravejar \"AGORA\" do outro lado do bar para a sua doce Julieta e olha direto nos seus olhos como uma Medusa de bolinhas. Ela vai ser aquela que não liga de dizer afetada: \"Sério, ele?\" e apontar para você, enquanto a mão da sua paquera solta a sua, pesarosa. Não importa com quantos membros do Alt-J você estudou, agora seus caminhos se separam.

CANTADAS PRONTAS, ARTIFÍCIOS, NEGGING E \"TÉCNICA\"

Você nem imagina o que é ser mulher até um homem com sobrepeso usando um chapéu te informar que você dança mal pra cacete; ou um homem que trabalhou como redator para um aplicativo de entretenimento infantil ainda a ser desenvolvido dizer que seu emprego é uma merda porque \"com o que relações públicas contribui para o mundo?\"; ou um homem cujo bigode faz curva na ponta afirmar que você é zoada por usar uma jaqueta à prova d\'água na chuva.

O que todos esses babacas têm em comum? Bom, você já ouviu falar em Neil Strauss? (Sabemos que já.) Ele é um verme que parece que dominou a arte de alisar a careca e o pinto ao mesmo tempo, e escreveu e inspirou uma caralhada de livros dizendo a homens solitários que o caminho para o coração de uma mulher é ser escroto com ela.

Neil, não existe \'não\' suficiente no mundo para tirar o brilho dessa cabeça. Vai ver que você curte a ideia de fazer sexo com uma mulher com a autoconfiança tão fragilizada que chega até a se importar com o que você acha da estampa da calça dela. Mas vamos esclarecer de uma vez por todas essa história de negging: isso não desperta a nossa curiosidade nem faz você parecer interessante. Se você acha que a gente é tão gostosa que te intimida e a única forma de nos fazer descer ao seu nível é ser mal-educado, vai ver que somos areia demais para o seu caminhãozinho. E mais: todo mundo já conhece O Jogo agora. Já faz uma década inteira que ele foi publicado, mano. Muitos das nossas primeiras experiências com PUA foram tentando entrar numa balada com RG falso só para aparecer um fuinha de colete parecido o Julian Assange dizendo que faz leitura de mãos.

COMO APRESENTAR A IDEIA DE QUE VAMOS FAZER SEXO 
Esse é o momento decisivo: colocar as cartas do sexo na mesa. A questão é sentir aquele equilíbrio delicado, o momento perfeito. Você está fumando num posto de gasolina do sexo casual, e precisa evitar dizer alguma coisa do tipo \"quero te deixar molhadinha\" quando está tentando manter o clima suave. Dizer vulgaridades em voz alta na vida real pode transformar um homem em um spam do Tinder em decomposição antes de você terminar de dizer \"alarme contra estupro\". Tem uma linha muito tênue entre dar pontadas no baixo ventre e dar vontade de ligar para a polícia.

Na dúvida sobre como chamá-la para ir para a sua casa, descubra o que ela quer. Muitas vezes, a diferença entre um maníaco e um peguete em potencial é que a menina na verdade gosta do segundo. Faça a si mesmo as grandes perguntas: \"A gente se beijou? Será que ela só está falando comigo porque estou na porta do banheiro feminino? Ela está presa aqui porque estou sentado no casaco dela?\". Não é hora de metáforas nervosas, nem de soltar um \"vamos cair fora daqui\" num sotaque descolado. E por favor, literalmente, nunca diga \"um digestivo\" – vocês não vão tomar uma grappa de madrugada em Campo de Fiori, mas sim estão ponderando a ideia de entrar no ônibus com uma cerveja de posto.

Saiba os seus limites.

\"\"

COMO NÃO ESTRAGAR TUDO AO CHEGAR EM CASA 
É isso aí. Todo mundo está a fim de trepar. Hora do vamos ver. Dia de jogo. Bem-vindo à Cidade da Fodelança, número de habitantes: você e a menina com quem você está trocando ideia há menos de quatro horas.

Nessa situação, o clima é importante – só depois de ver um cara trocando o lençol na sua frente antes de você subir na cama que a pessoa percebe a importância de uma ambientação pré-preparada. Você não é corretor de imóveis. Ela não quer conhecer a casa. Leve-a para o quarto rápido. Só Deus sabe o que se passa com você – talvez seja a fumaça de fluidos saindo da colcha – mas é nesse ponto que você é capaz de anular uma noite inteira de paquera.

Não pegue aquele instrumento musical no canto do quarto e comece a tocar. Não avise que está emocionalmente indisponível enquanto desabotoa a calça. Escolha a música do sexo com sabedoria: D\'Angelo é muito óbvio; XX sugere que você fica em fila online de venda de ingressos de festival antes de anunciarem as atrações. E não diga \"Ready? Go!\", a não ser que... Nunca. Nunca diga isso. Obviamente use camisinha, mas não diga \"Ready? Go!\".

E aí está. Você está se dando bem. Não foi tão difícil, foi?

 

Fonte: Vice

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
Gislaine | Pizza Á Bessa | AR YAPUANA | AR YAPUANA | Fármacia de Manipulação