Lifestyle Celebridades
27/05/2019 HugoGloss.com Debochados! No ‘Isso a Globo não mostra’, Lady Gaga “se pronuncia” a respeito de ‘Juntos e Shallow Now’; vem ver!
HugoGloss.com
HugoGloss.com

O Brasil segue impactado e nunca mais será o mesmo depois de “Juntos e Shallow now”! Kkkk Ontem (26), durante o ótimo quadro “Isso a Globo não mostra”, do Fantástico, o programa tirou sarro da versão brasileira de Paula Fernandes e Luan Santana para o hit “Shallow”, de Lady Gaga. Desde que o hugogloss.com revelou em primeira mão o refrão de “Juntos”, a música viralizou na internet e ganhou diversos memes!

Enquanto exibia um trecho do programa “Mais Você”, no qual Ana Maria Braga apresentou a música ao seu público, o “Isso a Globo não mostra” parou a transmissão para um aviso: “Interrompemos nossa programação para exibir o direito de resposta concedido pelo Tribunal Superior Musical”. Em seguida, eles mostraram Lady Gaga durante a apresentação glamourosa e emocionante da música original no Oscar, sentada em frente ao piano e caprichando nos vocais… No entanto, ao invés da voz original da diva, ouvimos uma dublagem que dizia: “Não entendi bem essa viagem/não traduziu o final/o que que você fez/ferrou minha obra/com papo de ‘shallow now’”. Morre uma estrela, mas nasce um meme! Kkkk Veja abaixo:

 
Vídeo incorporado
Fantástico
 
?@showdavida
 
 

O também entrou na polêmica "Juntos e Shallow Now" ???????????? Assista completo! https://glo.bo/2HWINDz 

 
189 pessoas estão falando sobre isso
 
 

 

Como contamos anteriormente, na semana passada, Ana Maria abriu seu programa com o single de Paula Fernandes e comentou a música com seu fiel escudeiro, Louro José. “Eu não entendi realmente o porquê [de ‘juntos e shallow now’]”, confessou a apresentado. Louro José, por sua vez, fez ressalvas à favor: “Era a original da música, pô… Eu gosto, sabia?! Não sei se tem tradução direito, o ‘shallow now’. Fora que é uma versão autorizada. De repente foi uma exigência da Lady Gaga“. “Acho difícil… será?!“, indagou a apresentadora, aos risos. “Vamos averiguar, vamos fazer contatos“, concluiu Louro.

 

Em entrevista ao G1, Paula disse ter se divertido com a repercussão e defendeu sua escolha na hora da composição. “É muito importante dizer que a música não tem objetivo de ser uma comparação. É um tributo. Lady Gaga é uma artista única, completa e quero que os fãs saibam que tem uma fã cantando. E ela se chama Paula Fernandes. E eu quis fazer daquela maneira. Eu tenho a licença poética de me expressar dessa forma. E todo mundo esquece que tem um contexto do início da música que é muito profundo, quando fala sobre colar os nossos pedaços. Aí entrou o meu dom criativo, e eu tenho muito orgulho disso. Como eu digo: se não gosta, não entra no meu perfil“, argumentou.

Questionada sobre a total falta de sentido da expressão “juntos e shallow now”, a sertaneja pontuou: ‘Aí entra a licença poética. É o nome da música. Foi um pedaço que optamos por manter. E é um tributo”. “Eu queria acompanhar a linha melódica que ela fez. Se eu fosse cantar em português, esse “now” seria “agora”. Às vezes eu não entendo tanto questionamento se isso faz parte da música original. O brasileiro canta isso intuitivamente. Ninguém ia cantar “shallow agora”“, reforçou a mineira de Sete Lagoas.

Em seguida, Paula apontou para a importância de outras questões nas músicas, para além das letras. “Muita gente não tem acesso ao idioma do inglês, e por isso pode não entender. Mas a música é aquilo que passa como sentimento. E ela pode emocionar de várias formas. Muitas vezes, quando você traduz, vê que a letra não tem nada a ver. Mas a música é mais que isso. É como o cheiro, uma coisa mais profunda, que remete a lembranças, a sensações“, ressaltou.

 

 

De acordo com a artista, a ideia de uma versão para o hino de “Nasce Uma Estrela” teria surgido após seu empresário vê-la interpretar a canção original. “Toquei em um estúdio onde meu empresário estava e ele publicou. A ideia da versão veio dele mesmo. Ele estava conversando com um radialista, comentando sobre a repercussão do vídeo que ele publicou. Mas eles falaram do fato de 60% das rádios do Brasil só tocarem músicas em português. Claro que topei na hora. Fomos falar com a gravadora no Brasil e eles me apoiaram. Eles iriam mandar para o exterior e pedir aprovação. Aí tive que fazer de um dia para o outro. Fiz em uma madrugada“, lembrou.

Segundo Paula, a adaptação ficou pronta em apenas duas horas. Assim que mandou o resultado para seu empresário, o tal verso polêmico já virou motivo de conversa. “O debate por telefone com eles foi manter ou não a palavra “shallow”. Porque é muito forte. Para mim, ficou claro que deveria manter. Até para as pessoas ouvirem o verso que ficou tão famoso. Não é uma tradução, é uma versão adaptada. Eu tentei colocar palavras em português, mas não ia funcionar para mim. Completei com a palavra que é o nome da música, que é forte. E o “now” terminando a frase. Musicalmente ficou perfeito“, vibrou.

 

Fernandes ainda explicou que em nenhum momento pensou em trocar “shallow” por outro termo em português. “Nem tentei. Eu sentia que não era para ter. Pode não ter ficado perfeito, o sentido, mas musicalmente ficou“, declarou. E não há como negar que sem essa palavrinha possivelmente, a versão não geraria tanta repercussão, né?! Feliz com os resultados, a mineira disse ter outras adaptações já prontas. “Tenho muitas. Tem uma bem conhecida, mas não posso contar. É segredo. Mas é muito gostoso poder fazer isso“, finalizou.

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
Baladas Pepper | Pepper | Editoria Baladas Pepper