Lifestyle Bem Estar
18/10/2017 Redação Dermatologistas ensinam como diminuir os efeitos da quimioterapia na pele, cabelos e unhas

A quimioterapia, usada no tratamento de cânceres, pode afetar a pele, levando a coceira, ressecamento, vermelhidão, descamação e maior sensibilidade ao sol. Para evitar efeitos duradouros, alguns cuidados são necessários. “É de fundamental importância o uso do filtro solar durante o tratamento do câncer. Como a pele apresenta uma maior sensibilidade, o risco de uma mínima exposição ao sol causar danos é enorme”, afirma a dermatologista da clínica Vanità, Camila Dornelas. “Havendo perda de cabelo, é vital a proteção do couro cabeludo, por meio do uso do filtro solar, chapéus e lenços com proteção UV”, completa.

Outros cuidados também devem ser seguidos. “Tomar banhos não muito quentes e nem muito demorados, evitar atrito da pele causado por esponjas, usar hidratantes específicos com a pele ainda úmida, para que sejam melhor absorvidos, usar roupas leves e de preferência de algodão são alguns deles”, afirma a também dermatologista da clínica Vanità, Vanessa França.

 Alguns medicamentos utilizados na quimioterapia também podem causar alterações em lábios, cílios e sobrancelhas. Para diminuir danos labiais, Camila afirma: “O ideal é utilizar hidratantes labiais, inclusive contendo filtro solar, para prevenir e melhorar o ressecamento.”

São também observados efeitos colaterais em unhas, que podem se tornar escuras, amareladas, esbranquiçadas, ressecadas, quebradiças ou onduladas. “É interessante usar medicamentos para manter as unhas mais fortes e hidratadas. A alimentação adequada tem também importante papel em todo esse cenário ”, finaliza Vanessa.

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS