Lifestyle Moda
00/00/0000 Desejadas Madeixas

Aplique, \"megahair\" ou alongamento? Na verdade tanto faz. Os três termos têm o mesmo significado. O importante é atender ao desejo de mulheres que sonham com cabelos bonitos, longos e volumosos, transformados em poucas horas.

Os pedidos pelas técnicas de apliques de cabelos estão cada vez mais presentes nos salões de beleza. E as mulheres estão investindo alto para ter os cabelos dos sonhos. O preço de um alongamento varia entre R$ 300 e R$ 4 mil, dependendo do tipo de procedimento usado para o aplique. Vale lembrar que para cada tipo de cabelo existe uma técnica ideal.

A última moda no mundo dos apliques de cabelos são as mechas de animal print. Bem descoladas, fizeram a cabeça (literalmente) nos desfiles do São Paulo Fashion Week do ano passado, e neste ano já chegaram às lojas. São madeixas imitando peles de onça, de zebra, mechas com penas e coloridas. Veja que estilo!

\"/\"

Então, você quer alongar ou dar volumes aos cabelos em apenas algumas horas? Confira as dicas da cabeleireira Simone Santos, especialista em megahair, e descubra qual o melhor tipo de aplique para suas madeixas.

1 – QUERATINA

\"width=800\"

É o mais recomendado, porque pode ser utilizado em qualquer tipo de cabelo. E o melhor, é a técnica que menos agride os fios, já que as mechas são coladas à raiz do cabelo com queratina. “O alongamento com queratina usa mechas bem finas aos fios naturais, deixando o local da emenda bem discreto”, explica Simone Santos. Mas, atenção: a manutenção deve ser feita no período recomendado pelo profissional, geralmente a cada três meses. “Caso o aplique fique mais tempo do que o estipulado, o produto que colou o aplique fica ressecado, o que pode causar a quebra dos fios no momento de retirar as mechas aplicadas para recolocá-las”, alerta a cabeleireira.

2 – INTERLACE

\"width=419\"

A técnica utiliza fios postiços presos em uma tela que é costurada aos fios trançados na raiz do cabelo. É usada principalmente em cabelos cacheados ou afro. “A vantagem é que podem ser usados em cabelos bem curtos ou na franja”, diz Simone. A manutenção precisa ser realizada a cada 15 dias. Mas é preciso ter cuidados especiais com esse tipo de aplique. Os fios podem mofar, já que os trançados ficam debaixo da tela. Por isso é necessário atenção para não deixar restos de creme no couro cabeludo nem ir para a cama com as madeixas molhadas.

3 – TIC TAC

\"width=625\"

Para quem não quer correr o risco de danificar os fios, ou que só gosta de variar, o aplique de Tic Tac é uma boa escolha. Os fios, naturais ou postiços, são aplicados aos cabelos por meio de presilhas. A vantagem é que o alongamento pode ser colocado ou retirado no momento que desejar. “Se os fios do aplique forem naturais, eles podem até ser tingidos na cor do cabelo original”, orienta a cabeleireira.

4 – LINHA OU NÓ ITALIANO

\"width=400\"

Esse método usa pequenos elásticos para amarrar o aplique aos fios naturais. Normalmente é usado em fios afro. Os especialistas usam elásticos com uma cor de um tom diferente do original dos cabelos, para diferenciá-los na hora da manutenção. Mas Simone Santos alerta para o cuidado na hora de escolher o profissional que irá aplicar a técnica. “O aplique por linha é o mais agressivo ao couro cabeludo, por conta das amarrações. Amarrações feitas com muita força podem causar danos ao couro cabeludo e por consequência a queda do cabelo”.

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
AR YAPUANA | AR YAPUANA | Fármacia de Manipulação Gislaine | Pizza Á Bessa |