Destaque Curiosidades
19/01/2018 Redação Do iniciante à elite: Como evoluir nos treinos de crossfit Paciência e foco são os segredos para quem busca progredir na modalidade

Um dos maiores erros das pessoas que começam a praticar alguma atividade física é a ansiedade. Todos querem iniciar e com poucos dias de treino emagrecer, suportar mais peso na musculação ou melhorar o condicionamento físico rapidamente. Mas, como diz o ditado, a pressa é inimiga da perfeição e ela pode prejudicar a saúde mental e até causar lesões, pois os músculos podem ficar sobrecarregados devido ao excesso ou má execução dos exercícios. 

Essa ansiedade está presente em todas as modalidades de esporte. É um dos motivos que faz com que muitos desistam da atividade porque ela ‘não correspondeu às expectativas no período de tempo estimado’. No crossfit, por exemplo, que é conhecido por promover a perda de peso e fortalecer os músculos, a tensão é ainda maior. “Os iniciantes chegam querendo realizar todos os movimentos com carga para se igualar aos demais e atingir os objetivos mais rápido. Mas, o bom resultado é fruto da progressão constante”, ressalta Fernando Fontelles, sócio do Vikings Crossfit. 

Segundo Fernando, para quem busca avançar nos treinos, há alguns hábitos importantes que podem auxiliar o processo de evolução. O primeiro de todos é conhecer o seu limite. “Cada um deve realizar aquilo que o corpo é capaz no momento e ir aumentando a carga e intensidade com o passar do tempo”, aconselha. Não ter vergonha é o segundo passo. “Se você não consegue fazer o movimento proposto, não se envergonhe de falar com o coach sobre uma adaptação. Todos já passaram por isso em algum momento. Não se comparar com os outros também é essencial”, afirma. 

O terceiro ponto listado é não se subestimar. “Às vezes as pessoas se auto sabotam pensando que não conseguem fazer tal movimento, mas todos devem acreditar em si e saber que com a prática e treinamento tudo é possível. Desistir é o caminho inverso da evolução”, ressalta Fontelles. Outro hábito que deve ser incorporado no dia a dia é o registro do progresso. “Marcar os tempos, peso e quantidade de repetições do movimento é importante para acompanhar e comparar o processo evolutivo”, afirma. 

Por último, continue se desafiando. “Quando alcançar a sua meta inicial, não pare por aí. Siga superando os seus limites. Sempre existe algo novo para aprender ou melhorar”, finaliza Fernando Fontelles.

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS