Destaque Atuais
25/05/2018 Redação Donos de postos estão revoltados porque seus letreiros só vão até R$ 9,99

A greve dos caminhoneiros vem causando incontáveis transtornos para o brasileiro: da falta de produtos nas gôndolas a circulação reduzida de ônibus e passando por apagão aéreo, todo mundo está sentindo.

Mais uma categoria se uniu ao coro dos descontentes agora para reclamar de uma injustiça: a dos donos de postos. Pessoas completamente idôneas e cheias de preocupação com o bem estar da sociedade, eles são vítimas de uma peça do destino: seus letreiros não estão preparados para o preço do litro custar mais do que R$ 9,99 pela falta de um outro dígito na unidade de real.

“Eu sei que pagamos 2 reais pelo litro deste combústivel que ainda tem nos tanques”, disse o dono de um posto. “Mas é meu direito querer que todo o resto do mundo se foda. Se alguém quiser pagar 12 reais, eu tenho o direito de vender”, disse.

Uma solução, já adotada em algumas capitais, é começar a vender a gasolina em copos de 200 ml. “Aí sim justifica você vender a R$ 9,99”.

 
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS