Lifestyle Bem Estar
26/09/2018 Redação DORMIR POUCO PODE PREJUDICAR A VISÃO Olho seco e microlesões da córnea são alguns sintomas do problema

A rotina agitada, o acesso permanente aos celulares, internet, além do estresse diário, são alguns fatores da modernidade que estão piorando a qualidade do sono. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que 45% da população do planeta dorme mal. No Brasil, o cenário não é diferente. 36,5% dos brasileiros sofrem de insônia, segundo a Associação Brasileira do Sono.

Entre as consequências, além de comprometer o funcionamento do organismo e sintomas que incluem desconcentração, ansiedade, depressão, irritabilidade e baixo rendimento profissional, a privação do sono também pode prejudicar a visão. “Os distúrbios do sono podem causar deficiência de lubrificação e, consequentemente, sintomas que incluem irritação, olho seco, microlesões da córnea e perda das proteções naturais fornecidas pela lágrima, aumentando o risco de conjuntivite”, afirma Dr. Vinicius Kniggendorf, médico de Retina e Vítreo do Hospital Oftalmológico de Brasília (HOB), empresa do grupo Opty.

De acordo com o oftalmologista, estudos demonstram que o acometimento visual é maior em indivíduos que dormem menos de cinco a seis horas por dia. Em pacientes com quadro de Apneia Obstrutiva do Sono, quando a pessoa precisar fazer esforço para respirar enquanto dorme, há também o risco de doenças vasculares. “Nesses pacientes, as alterações no fluxo vascular do nervo óptico podem causar falta de sangue e oxigenação, levando a uma lesão vascular grave, chamada de neurite óptica isquêmica. Quando não tratada, pode causar perda definitiva da visão”, explica Dr. Kniggendorf.

O oftalmologista do Grupo Opty ressalta ainda que a Apneia Obstrutiva do Sono pode causar glaucoma.  “Por outro lado, em alguns casos, o glaucoma é a causa da insônia, pois uma parte das células lesadas pela doença (células ganglionares fotossensíveis da retina) está relacionada ao controle do ciclo circadiano e à qualidade do sono. Além disso, o uso de determinados colírios no tratamento da doença podem acarretar a insônia”, explica o especialista.

O sono de má qualidade é também um fator de risco para inúmeras doenças, como hipertensão, diabetes, doenças cardiovasculares e obesidade, as quais podem  provocar problemas oculares graves. “É importante que todos os pacientes com insônia, baixa qualidade de sono e Apneia Obstrutiva do Sono sejam avaliados por um oftalmologista. O acompanhamento médico permitirá o tratamento dos sintomas mais comuns e evitará problemas oculares mais graves causados por essas doenças sistêmicas”, conclui o Dr. Vinícius Kniggendorf.

Sobre o Opty

Anteriormente chamado de Hospital de Olhos do Brasil (HOBrasil), o Grupo Opty nasceu em abril de 2016 a partir da união de médicos oftalmologistas e do fundo de investimento Pátria, dando origem a um negócio pioneiro no setor oftalmológico do Brasil. O grupo aplica um novo modelo de gestão associativa que permite ampliar o poder de negociação, o ganho em escala e o acesso às tecnologias de alto custo, preservando a execução da oftalmologia humanizada e oferecendo tratamentos e serviços de última geração em diferentes regiões do País. No formato, o médico mantém sua participação nas decisões estratégicas, mantendo o foco no exercício da medicina 

Atualmente, o Grupo Opty é o maior grupo de oftalmologia da América Latina, agregando oito empresas oftalmológicas, 1400 colaboradores e 400 médicos oftalmologistas. O Instituto de Olhos Freitas (BA), o DayHORC (BA), o Instituto de Olhos Villas (BA), o Hospital Oftalmológico de Brasília, o Grupo INOB (DF), o Hospital de Olhos Santa Luzia (AL), o Hospital de Olhos Sadalla Amin Ghanem (SC) e o HCLOE (SP) fazem parte dos associados, resultando em 19 unidades de atendimento.

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
beylikdüzü evden eve nakliyat sarıyer evden eve nakliyat ataköy evden eve nakliyat şişli evden eve nakliyat