Cultura Cinema
16/08/2017 Redação Exibição especial de "El Portón de los Sueños" no Instituto Cervantes Sessão em homenagem ao centenário de nascimento de Augusto Roa Bastos, um dos maiores escritores paraguaios, apresenta longa sobre o universo imaginário do autor revelado e protagonizado pelo próprio

O Instituto Cervantes de Brasília e Embaixada da do Paraguai apresentam o filme "El Portón de los Sueños", em homenagem ao centenário de nascimento Augusto Roa Bastos, um dos maiores escritores paraguaios e vencedor do Prêmio Miguel de Cervantes, em 1989. Dirigida pelo também paraguaio Hugo Gamarra, o título é narrado e protagonizado pelo próprio escritor, em uma aventura poética ao encontro do universo mítico de Roas e do Paraguai de ontem e hoje. A exibição será no dia 17 de agosto, às 19h30, no auditório do Instituto Cervantes. A entrada é franca.

Realizado em uma mescla de documentário e ficção, o longa mostra as visões de Augusto Roa Bastos sobre a história, a cultura do Paraguai e seus personagens, e revela o escritor como protagonista de seu próprio universo imaginário. A abertura da sessão será realizada pela Diretora de Relações Culturais do Ministério de Relações Exteriores da República do Paraguai, Lourdes Espínola Wiezell.

"El Portón de los Sueños", foi finalizado em janeiro de 1998 e todo rodado no Paraguai em 1994, durante seis meses, nas cidades de Iturbe, Paraguarí, Sapucai, Maciel, Salto Monday, Itá, Capiatá e Asunción. O título é declarado de Interesse Educativo-Cultural pelo Ministério de Educação do Paraguai e utilizado em aulas nas escolas e universidades no país. No âmbito internacional, foi projetado em mais de 40 países e recebeu prêmio e distinções em diversos festivais da América e Europa. Foi, ainda, mencionado e estudado em ensaios acadêmicos de diversas nacionalidades.

 

El portón de los sueñosParaguay, 1998
Direção: Hugo Gamarra
Duração: 87 minutos
Legendado em português

Sinopse
Augusto Roa Bastos, criador de "El Trueno entre las Hojas, Hijo de Hombre y Yo el Supremo", volta do exílio e inicia uma viagem pelo interior do Paraguai. No universo onírico em Iturbem cidade onde passou a infância, Roas vai em busca das paisagens, memórias e personagens que vivem nas páginas de seus livros, para escrever a obra "Contravida".

Sobre Augusto Roa Bastos

Augusto Roa Bastos (Assunção, 13 de junho de 1917 - Assunção, 26 de abril de 2005) foi um escritor paraguaio, conhecido nas áreas do ensaio, do roteiro, da poesia e do romance. Entre 1932 e 1935, participou como enfermeiro na Guerra do Chaco, entre a Bolívia e o Paraguai, com apenas 15 anos. Em 1947 é obrigado a ir para o exílio, devido à perseguição da ditadura, na Argentina, onde publica pela primeira vez. Em 1970, devido a outra ditadura, é obrigado a exilar-se na Europa, na França, onde ensina literatura hispano-americana. Em 1982, numa breve visita ao seu país, perde a nacionalidade paraguaia e passa a ter nacionalidade espanhola. Recebe diversos reconhecimentos públicos pelo mérito, originalidade e qualidade da sua obra, entre os quais o "Concours International de Romans Losada" (1959), o "Prix du Memorial de America Latina" (1988) e é distinguido com o Prêmio Miguel de Cervantes em 1989. Sua obra está traduzida para cerca de 25 idiomas.

Serviço

Exibição do filme "El portón de los sueños", legendado em português
Data: 17 de agosto
Horário: 19h30
Local: Auditório do Instituto Cervantes de Brasília
Endereço: SEPS 707/907 Lote D
Telefone: 3242-0603
Entrada franca
C.I.: Livre

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
Gislaine | Pizza Á Bessa | AR YAPUANA | AR YAPUANA | Fármacia de Manipulação