Destaque Atuais
00/00/0000 Facebook faz dez anos e lista dez fracassos

Facebook está sempre lançando recursos em sua rede social. Mas, apesar das inúmeras tentativas de inovação, muitas das ideias do site não funcionaram bem, sendo abandonadas ou removidas na rede. Nestes dez anos de Facebook, confira uma lista com as ferramentas que não tiveram sucesso. 

1. Facebook Beacon

A ideia deste recurso era rastrear o que os usuários compravam online e compartilhar as informações com os anunciantes. Com isso, seria possível fazer com que os anúncios focassem nas preferências pessoais de cada perfil com cookies. O problema da ferramenta era ser capaz de rastrear dados, mesmo quando os usuários não estavam conectados, o que gerou muitas reclamações.

\"BeaconBeacon mostrava as compras dos usuários para amigos (foto: Reprodução/Mashable)

Em dezembro de 2007, o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, divulgou uma nota na qual admitia que a empresa havia “perdido a mão” ao criar o Beacon, que foi descontinuado pouco tempo depois.

2. Facebook Credits

O Credit foi uma tentativa do Facebook de criar uma moeda virtual que seria usada, em primeiro lugar, por jogos. O FarmVille foi o game que mais utilizou o recurso. O objetivo da rede social era fazer com que a ferramenta ganhasse força o suficiente para concorrer com outras gigantes do setor de pagamentos e moedas virtuais. No entanto, a falta de interesse dos usuários em usar o método para compras no site fez com que o Créditos, em português, fosse descontinuado no ano de 2012.

\"CreditsCredits foi a tentativa do Facebook de criar uma moeda virtual (foto: Reprodução/Mashable)

3. Facebook Places

Outra tentativa fracassada, o Places (Lugares) era um serviço de check-in para a versão móvel, que permitia que os usuários compartilhassem o local no qual estavam, similar ao Foursquare. O recurso não foi bem recebido pelos usuários e substituído pelo check-in integrado em atualizações de status.

\"PlacesPlaces foi a tentativa do Facebook de concorrer com o Foursquare (foto: Reprodução/Mashable)

4. Facebook Deals

O Facebook também tentou concorrer com serviços de compras como o Groupon. A forma encontrada para isso foi o Deals (Ofertas, em português), lançado em 2011. O serviço reunia descontos oferecidos por negócios locais e os valores eram vinculados ao Credits. A ferramenta foi testada em cinco cidades nos Estados Unidos, mas não foi bem sucedida, e acabou descontinuada.

\"DealsDeals permitia que usuários fizessem compras coletivas (foto: Reprodução/Mashable)

 

5. Inscrições

O serviço de inscrições e assinaturas foi lançado em setembro de 2011. A ferramenta tinha como finalidade dar aos usuários a opção de seguir figuras públicas ou pessoas com perfis públicos, mesmo sem ser amigo. Pouco mais de um ano depois, em dezembro de 2012, o serviço mudou para o \"Seguir\".

\"InscriçõesInscrições foi substituída pelo recurso Seguir (foto: Reprodução/Mashable)

6. Neste dia no Facebook

Quando foi lançada, em 2011, esta ferramenta servia como um álbum de memórias, mostrando os status dos usuários postados anos antes. Ele permaneceu em fase de testes por um tempo, mas mesmo assim foi abandonado pela empresa. Uma alterativa é usar o Timehop.

\"FerramentaFerramenta permitia aos usuários relembrar o que fizeram no passado (foto: Reprodução/Mashable)

7. Histórias patrocinadas

Mais um dos produtos relacionados a publicidade, as \"Histórias patrocinadas\" permitiam que uma página de marca usasse um comentário de usuários em seus anúncios, dentro da rede social. Esta ferramenta também gerou repercussões negativas por que não pedia permissão dos internautas para usar seus dados, o que resultou em um processo de US$ 20 milhões (cerca de R$ 48 milhões).

\"RecursoRecurso Histórias patrocinadas causou problemas por violar privacidade de usuários (foto: Reprodução/Mashable)

As história patrocinadas continuam existindo, mas o Facebook está gradualmente removendo o recurso, que deve ser encerrado em abril. Atualmente, quando um anuncio é postado na rede social, o usuário pode verificar quais amigos gostaram de determinados produtos.

8. Facebook Offers

Semelhante ao Deals, o Facebook Offers, lançado em 2012, era uma uma forma de anunciar ofertas e cupons na versão desktop da rede social que poderiam ser trocados de graça. E, da mesma forma que o antecessor, o serviço não foi apreciado e acabou descontinuado.

\"OffersOffers permitia que usuários do Facebook ganhassem cupons na rede social (foto: Reprodução/Mashable)

 

9. Facebook Questions

Introduzida em 2010, a ferramenta permitia que os usuários fizessem perguntas nas atualizações de status como parte de seus feeds de notícias. Na prática, o Facebook Questions funcionava como um sistema de votação: uma pergunta e algumas opções de respostas. Atualmente, o recurso foi descontinuado, mas ainda pode ser usado por administradores de grupos do Facebook.

\"QuestionsQuestions permitia que usuários fizessem perguntas para amigos na rede social (foto: Reprodução/Mashable)

 

10. Facebook Gifts

O Gifts era uma forma de mandar objetos de presente para amigos pelo Facebook. Ele permitia comprar lembranças e até doces aos contatos. Como 80% das pessoas usavam o recurso apenas para mandar cartões eletrônicos, a rede social decidiu eliminá-lo em 2013.

\"GiftsGifts permitia que usuários fizessem compras a partir do Facebook (foto: Reprodução/Mashable)

FONTE: TECHTUDO.COM.BR 04/02/14

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
AR YAPUANA | AR YAPUANA | Fármacia de Manipulação Gislaine | Pizza Á Bessa |