evden eve nakliyat istanbul evden eve nakliyat evden eve nakliyat fiyatları
Destaque Mundo
07/09/2018 Hugo Gloss Filha de Steve Jobs se abre sobre difícil relação com cofundador da Apple e relembra perdão no leito de morte

A filha de Steve Jobs, Lisa Brennan-Jobs lançou na terça-feira (4) o livro de memórias “Small Fry”. Boa parte da publicação é dedicada ao delicado relacionamento que ela mantinha com o co-fundador da Apple. Como, por exemplo, o fato dele negar a paternidade por 10 anos e dele só ter pedido perdão a ela no leito de morte, aos 56 anos, em 2011.

Lisa cresceu com a mãe solteira em Palo Alto, na Califórnia. A situação em que as duas viviam era complicada e a menina teve que se mudar 13 vezes aos 7 anos. Ameaçada pelo serviço social de ir morar em um abrigo, a menina foi obrigada a ir para a casa do pai, onde teria vivido ‘um inferno na terra’. Nesta quarta-feira (5), a escritora foi ao “Today Show” e comentou um pouco mais sobre a relação. “Há uma pessoa realmente famosa nessa história, mas em muitos aspectos essa história de amadurecimento de uma garota que cresceu na Califórnia nos anos 80 e 90 é também uma história universal. Acho que é fácil esquecer porque há essa distração dessa pessoa famosa. Todos nós temos complexidade em nossas vidas“, contou. 

No livro, ela também conta que chegou a ouvir um boato de que seu pai trocava de carro sempre que arranhavam o dele. Uma vez, quando criança, ela perguntou se podia pegar o veículo quando ele não quisesse mais e ouviu tal resposta de Jobs: “Você não vai pegar nada. Você entende? Nada. Você não vai receber nada“. O pedido de desculpas por não ter passado mais tempo com ela, por esquecer o aniversário de Lisa e por não retornar suas ligações veio quando Steve estava enfrentando um câncer no pâncreas no hospital. Segundo Lisa, ele pediu perdão e repetia: “Eu te devo uma, eu te devo uma“.

Mas se engana quem pensa que somente ela era alvo das grosserias dele. Uma vez, os dois foram em um restaurante e Jobs pediu para suas cenouras serem milimetricamente cortadas. Sempre que a garçonete trazia a salada, ele reclamava e mandava ela voltar, até que ele disse: “Você deveria pensar sobre por que está aqui e se realmente está fazendo seu trabalho. Porque até agora o que você está fazendo é uma porcaria. Tudo o que você fez é uma porcaria. Você só traz isso de novo e de novo“.

Capa do livro “Smal Fry” )Foto: Divulgação)

Mesmo com um relacionamento complicado ao longo da vida, a escritora diz que não guarda rancor dele e que eles até passaram momentos fraternos. “Meu namorado estava em uma peça e estava muito frio e ele (Steve) não tinha um suéter porque ele não sabia o quão frio era. Mas ele não reclamou e sentou-se durante a coisa toda porque sabia o quanto isso era importante para mim“.

 

Via: Hugo Gloss

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
Patent