Destaque Atuais
00/00/0000 Governo Roseana mantém pregão para gastar R$ 1,4 milhão com caviar e uísque
Governo Roseana Sarney vive a pior crise na segurança pública do Maranhão
Governo Roseana Sarney vive a pior crise na segurança pública do Maranhão

Depois de ter adiado licitação para a compra de alimentos no valor de R$ 1,1 milhão para as residências oficiais, o governo de Roseana Sarney (PMDB) ainda mantém um pregão no valor estimado de R$ 1,4 milhão para eventos da administração estadual. Entre os produtos listados estão uísque 12 anos e caviar. O pregão marcado para abertura das propostas no próximo dia 17 prevê pagar R$ 103,61 por convidado em almoço e jantares ao longo de 2014.

O governo do Marnhão vive nas últimas semanas uma de suas piores crises, em meio à barbárie na segurança pública do Estado, com ciranda da morte em presídio e o terror instalado nas ruas da capital, com o aumento da crimnalidade.

Nessa quarta-feira (8/1), Roseana Sarney decidiu adiar licitação que estava marcada para hoje (9/1) e sexta-feira (10/1) para a compra de alimentos por R$ 1,1 milhão. Os produtos - entre eles lagosta e caranguejo - , vão abastecer as residências oficiais em 2014.

Em ambos os documentos, para abastecer as duas residências oficiais do governo e os eventos do executivo estadual, há a exigência de que os alimentos sejam de “primeira qualidade e de marca conhecida nacionalmente\". A licitação para as residências oficiais lista a intenção de comprar 30 quilos de castanha portuguesa, ao custo total de R$ 2,3 mil, outros 100 quilos de castanha de caju \"natural torrada e selecionada\", por R$ 5,2 mil, e ainda 50 quilos de castanha do Pará \"sem casca\", por R$ 2,9 mil.

Até mesmo em itens mais de uso cotidiano, as quantidades e gastos chamam a atenção. O governo pretendia comprar 1,4 tonelada de três variedades de feijão: mulata gorda, preto e sempre verde. Só com esses grãos, o custo estimado no pregão era de quase R$ 10 mil. No edital ainda estava a compra de 2,5 mil garrafas de 1 litro de guaraná Jesus, 50 caixas de bombom e 30 pacotes de biscoito champanhe.

O custo total de R$ 1,1 milhão corresponde a 3.113 vezes a renda per capita média de quem mora no Maranhão, Estado brasileiro com o pior indicador. Segundo o Atlas do Desenvolvimento Humano de 2013 divulgado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), os maranhenses têm renda de R$ 360,34 - a média nacional é de R$ 793,87.

\"Parte

Parte do edital para pregão estimado em R$ 1,4 milhão

Eventos oficiais

No caso dos eventos do governo do Estado, além de canapaé com caviar, uísque 12 anos, nos cardápio para almoços e jantares, constam como entradas canapés de caviar, salmão ou presunto, patinhas de caranguejo. Na lista também, entreoutras iguarias, bacalhau com natas, pato com laranja, cabrito ao vinho, risoto de camarão, lagosta e caranguejo.

Nos eventos classificados de \"alta importância\", a empresa terá de servir Roseana e os convidados com réchauds e talheres de prata. A governadora e os demais convidados vão se sentar em cadeiras de madeira estilo Tiffany, Dior ou similares e as mesas precisam ser forradas com toalhas novas de linho e de fibras sintéticas. (Com agências)

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
Gislaine | Pizza Á Bessa | AR YAPUANA | AR YAPUANA | Fármacia de Manipulação