Destaque Mundo
00/00/0000 Grupo sueco repele submarinos russos com mensagens gays

O Mar Báltico recentemente virou um lugar de provocação entre a Suécia e a Rússia. A rivalidade entre os dois países entrou em uma nova fase com a ironia de um grupo sueco de defesa dos direitos dos homossexuais.

Em resposta aos rumores de violação das suas fronteiras pelo vizinho russo, a Swedish Peace and Arbitration Society resolveu instalar um sistema sonar para repelir as tentativas de intrusão russas. O grupo se aproveitou da crise diplomática entre as duas nações para criticar o governo de Vladimir Putin, acusado de perseguir os homossexuais na Rússia.

O sistema sonar instalado no mar pelo grupo envia, por código morse, mensagens inéditas aos submarinos russos que se aproximam da costa sueca: “Bem-vindo à Suécia – Gay desde 1944”, referindo-se ao ano que a homossexualidade foi descriminalizada no país.

Para manter os russos longe do litoral, o aparelho é decorado com imagens de marinheiros representados por neons rosas, dançando apenas vestidos de cueca e de chapéu.

“Se as ações militares funcionassem como métodos de resolução de conflitos, já haveria paz no mundo há muito tempo”, escreveram os membros da organização em seu site. Em uma entrevista ao site The Huffington Post, Anna Ek, presidente da organização, confessou que “a intenção é chamar a atenção da Rússia para as condições terríveis em que vivem os gays daquele país”.

A Rússia é considerada um dos países mais homofóbicos da Europa. Em 2013, um estudo dirigido pelo instituto de pesquisa Pew revelou que 73% da população russa consideravam a homossexualidade em sociedades modernas como inaceitável.

Confira o vídeo da campanha:

 

 

Fonte: Pop Trash

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
Gislaine | Pizza Á Bessa | AR YAPUANA | AR YAPUANA | Fármacia de Manipulação